Resenha | Star Wars, A ascensão da força sombria (Timothy Zahn)

Nenhum comentário
O maior desafio de todo escritor, talvez, seja escrever uma série concisa. E isso é muito mais difícil do que pode parecer para os olhos quase céticos dos leitores; afinal, do que se alimenta uma boa trilogia de livros? Não importa a resposta agora, o que realmente importa é que, seja lá qual for ela, o Timothy Zahn também não sabe. Ao menos, é o que me pareceu, enquanto lia A Ascensão da Força Sombria.

O autor renomado da Trilogia Thrawn ganhou diversos pontos comigo no decorrer do seu primeiro livro, o Herdeiros do Império. Ali, tínhamos tudo aquilo de mais essencial numa boa história de Star Wars: x-wings, sabres de luz e a força agindo dos dois lados. Destaquei principalmente o papel de seu vilão, o próprio Thrawn, na criação do cenário pós-"derrota" do Império.

Pois bem. Esse é um ponto. Enquanto o primeiro livro da trilogia tinha um ritmo bacana e trazia de volta as personagens cativantes e já conhecidas dos fãs de Star Wars, esse segundo livro peca pela quase corrida rumo ao final.

E com essa corrida, parece que até mesmo Thrawn perde o fôlego. O autor até tentou manter a linha da personagem, dando a ela aquele toque sarcástico e sagaz de sempre, mas não colou. Pelo menos, não para mim.

O vilão parecia perdido, cometeu diversas gafes que até para mim soaram bem bobas. Logo Thrawn, o cara que sempre pensa fora do eixo, cometendo erros um atrás do outro! O que pareceu, de verdade, é que o livro foi feito de várias coincidências que resolviam de forma imediata os principais problemas enfrentados pelos mocinhos, nossos queridos Luke, Leia e Han Solo.

Isso não só empobreceu a narrativa, como construiu cenas que beiravam o cômico de tão mal feitas. Algumas, soaram confusas, outras, tão rápidas que você precisava reler para captar bem tudo que tinha acontecido. Parecia que o autor estava correndo tanto, que você podia perder algum apocalipse ou destruição do universo se não lesse com cuidado 2 linhas.

Uma pena, porque o primeiro livro realmente teve um ritmo muito gostoso, e você sentia o desenvolvimento de muitas personagens. Nesse quesito, a única que senti que continuava crescendo foi a Mara, que ainda é - bem de longe - minha personagem favorita na narrativa.

Esperta e misteriosa, ela salvou muito da história de A Ascensão da Força Sombria. Ela é a prova escrita de que Zahn sabe construir uma história impecável; o que aconteceu com esse livro, talvez, tenha sido um misto de pressa e alguma falta de planejamento. Aposto fortemente nessa segunda opção.

E a coisa foi tamanha, que até mesmo o capricho da Aleph parece que diminuiu nesse livro. A edição continua belíssima, mas alguns erros de digitação espalhados pela obra, e eles aumentaram bastante nas últimas páginas. Não foi nada muito grave, mas não consigo deixar de comparar com a edição top de linha do primeiro livro da trilogia.

Com o final desse segundo livro, o destino da Nova República e da própria galáxia volta a ser bastante incerto, o que me dá alguma esperança de que o Último Comando, o último da trilogia, seja muito melhor. Que a força atenda minhas preces!

E como o livro está na minha meta de leitura de 2017, provavelmente será um dos próximos que lerei. Logo, logo sai resenha! :)

Mas e vocês? Leram a Trilogia Thrawn? O que acharam? Contem para mim, pelo amor da deusa, se o último livro da trilogia é menos decepcionante do que esse!

Onde comprar: Amazon - Livro físico R$ 28,10 | E-book R$ 22,36
                           Submarino - Livro físico R$ 38,27
                           Livraria Cultura - Livro físico R$  28,14  | E-book R$ 29,10
                           Saraiva  - Livro Físico  R$ 46,90 R$ 28,10  | E-book R$ 29,50 R$ 23,60 

Autor: Timothy Zahn
Editora Aleph
Ano 2015
504 páginas
Skoob
Nota 7/10 | ★★★✰✰
Sinopse: No segundo volume da consagrada Trilogia Thrawn, a luta de Luke, Han e Leia em defesa da Nova República continua. Mais uma vez, eles enfrentarão as tropas imperiais dissidentes, comandadas pelo poderoso grão-almirante Thrawn.
Quando Talon Karrde é capturado por forças inimigas, Mara Jade relutantemente recorre à ajuda de Luke Skywalker, que é forçado a interromper seu treinamento com um curioso mestre para ampliar o domínio da Força.

Enquanto isso, Han Solo e Lando Calrissian seguem com suas investigações, afim de descobrirem um possível traidor da Nova República. E, cumprindo a promessa feita a Khabarakh, Leia Organa viaja a Honoghr em busca de novos aliados contra a tirania de Thrawn.

Nenhum comentário :

Postar um comentário