Resenha | O resgate, de Nicholas Sparks

4 comentários
Editora: Arqueiro
Páginas: 320
Minha classificação: 5/5 + favorito!
Sinopse: Confrontado com situações de extremo perigo, Taylor McAden, bombeiro voluntário, expõe-se até ao limiar do perigo. Denise é uma jovem mãe solteira, cujo filho de cinco anos sofre de um inexplicável atraso de desenvolvimento e a quem ela devota a sua vida numa tentativa de o ajudar. Mas o caso vai aproximar estes seres. Numa noite de tremendo temporal, Denise sofre um acidente de automóvel e é Taylor quem vem socorrê-la. Embora muito ferida, a jovem depressa toma consciência de que o filho já não se encontra na sua cadeirinha do banco traseiro. Taylor irá até ao fim de uma angustiante noite de buscas para o encontrar. Foram tecidas as primeiras malhas que os irão unir - o pequeno Kyle desabrocha ao calor da ternura daquele homem. Denise abandona-se à alegria de um amor nascente. Mas Taylor tem em si cicatrizes antigas, que o não deixam manter compromissos de longa duração. Nicholas Sparks, esse talentoso contador de histórias, intervém com a sua magia redentora e a sua inigualável capacidade de aprofundar a complexidade das relações e dos afetos.

Resenha

Desde o lançamento já fiquei super ansiosa para ler esse livro, e quando chegou aqui em casa já larguei os outros livros que eu estava lendo para ler esse, por um simples motivo: sou apaixonada pelos livros do Nicholas Sparks. E - obviamente - entrou para minha lista de favoritos!

Denise Holden é mãe solteira e divide seu tempo em cuidar de seu filho (o encantador) Kyle de 4 anos e trabalhar em um bar. Kyle tem um problema em decodificar o que escuta, o que acaba atrapalhando a sua fala. Depois que Kyle nasceu e Denise descobriu que ele tem esse problema com a linguagem, ela decidiu se mudar da cidade grande em que vivia e para a cidade em que sua mãe viveu para que conseguisse se dedicar mais ao filho.

Taylor McAden é bombeiro voluntário, e é um tipo de pessoa que coloca a própria vida em risco para poder ajudar o próximo. Taylor nunca se casou, apesar de já ter saído com algumas mulheres, e quando o relacionamento ia ficando sério ele acabava com tudo. E seus amigos nunca o entendiam por isso. Seria medo de se envolver com alguém? Ou ele não se achava digno de tal felicidade? Impedido de ser feliz por seus próprios fantasmas, no livro acompanhamos os dramas da vida de Taylor.

Os caminhos de Taylor e Denise se cruzam quando em uma noite de tempestade o carro de Denise sai da pista e capota e Kyle desaparece. Aflita e com medo de que algo ruim possa acontecer com o filho, Denise deposita as suas esperanças de encontrar seu filho em Taylor, o bombeiro que está ajudando na busca. E é ai que a história desses três começam.

Apesar de ter um fim bem dedutível a estória conseguiu me surpreender bastante! Como sempre o Nicholas Sparks conseguiu trabalhar de tal forma na personalidade e peculiaridades de cada personagem que é impossível não se identificar com pelo menos uma partezinha de cada um, e sentir que eles podem realmente ser uma pessoa real. As emoções que determinadas partes nos passam, e os dramas que cada personagem viveu... Ajuda a enriquecer ainda mais o livro!

Só digo uma coisa para vocês: leiam! E não esqueçam de nos contar o que achou!

Acompanhe o blog nas redes sociais:

4 comentários :

  1. Olá.
    Eu ainda não li esse livro, mas parece ser bom. Vou anotar a dica. O Nicholas Sparks sabe como criar tramas envolventes. Gostei!
    Beijos!

    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Anna, tudo bem?

    O pessoal implica tanto com o Sparks, mas ele me faz gostar de romance, que é um gênero que não me agrada. Li apenas três livros deles e os três foram bons. Um deles virou favorito. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriel, estou bem e você?
      Há muita implicância mesmo, mas eu comecei a amar romances por causa dos livros do Nicholas! s2

      Beijos

      Excluir