Resenha | La La Land (Bruna Fontes)

2 comentários
Saudações!
          Prontos para mais resenhas? La La Land é o livro da autora parceira Bruna Fontes, e espero a opinião de vocês sobre ele nos comentários. ;) 

Autora: Bruna Fontes
Editora Publiki
384 páginas
Compre aqui 
Skoob
Nota 9
Sinopse: Ah, o show business. Tentador e vermelho tal qual a maçã no jardim do Éden. Proibido? De certa forma. Totalmente cruel. Desleal. Arrasador. Ele te seduz e te atrai de um jeito enigmático. Leva-te até o seu limite, transforma sua mente em um mero fantoche. Ele te comanda; Ele te detona. Muda os seus princípios e acaba com seus sonhos. Quando o mundo inteiro tem algo a dizer sobre cada um dos seus passos e a vida pública é o seu alimento, o que se espera é a perfeição. Somos todos humanos errantes, mas os heróis das revistas, esses não. Existe um lado de Hollywood que nós não conhecemos. Apenas quem está lá dentro consegue enxergar. Quer entrar? Roxanne Winchester disse sim. E agora deixou de lado sua vida ordinária em Nova York para ser a maior promessa da música da sua geração. Los Angeles. É lá onde os sonhos são feitos. E também onde muitos deles são destruídos. Mas o que poderia dar errado para a nova queridinha do grupo mais influente de Hollywood? Estrelar uma série de TV, gravar suas canções. Mobilizar milhões de dólares e corações adolescentes. Roxy tinha tudo para ser a Estrela do momento, e foi. A sua jornada, porém, não é tão simples quanto parece. Entre erros e acertos, amores avassaladores, a glória de realizar seus sonhos e viver em um mundo de glamour, Roxy experimenta os sabores e dissabores de ser alguém. As complicações da adolescência, os hormônios à flor da pele e a busca pela identidade também se aplicam aos famosos, por incrível que pareça, e ela mostra que nos bastidores desse show somos sim todos iguais. O certo e o errado nunca estiveram tão próximos e as tentações estão por toda parte em Hollywood... Mas quem é que não gostaria de dar uma mordida nessa maçã? 



Ufa. Então vamos lá. Acredito que eu não seja a única, nem sequer a última, leitora do mundo que termina de ler um livro e pensa: "meus deuses do santo Olimpo, afinal, o que achei do que li?". La La Land dividiu minha opinião em vários momentos, mas, se tem uma coisa sobre ele que posso afirmar com total certeza, é: muito bem escrito. Você lê que nem sente. Bruna Fontes conseguiu fazer com que um romance adolescente de 380 páginas não soasse cansativo, mesmo sendo narrado em primeira pessoa - tipo de livro com o qual sempre tenho problemas. Livro divertido e leve, apesar de cheio de dramas; essas são as coisas que você pode esperar do romance de estréia da Bruna Fontes, o La La Land.


            Imagine que seu maior sonho fosse realizado exatamente de um dia para o outro. Acha difícil isso acontecer? Roxane também achava. Filha de uma brasileira, mas morando em Nova York desde que nasceu, o maior sonho da meiga Roxy estava muito distante dessa cidade cheia de luzes em que mora. Los Angeles era onde ela queria estar, e, de preferencia,  junto com todas as outras estrelas da música.  No entanto, ao contrário de muitas pessoas de sua idade, ela não acha que um dia realizará esse sonho. Nem tem esperança. Muito pé no chão, ela se contenta em escrever suas músicas e guardá-las para si. Porém, o mundo dá voltas, não dá? Numa manhã que poderia ser qualquer outra, Roxane descobre que é a ganhadora de um concurso que sequer se inscreveu, e - sim! - agora é uma verdadeira estrela norte-americana, com direito à ser protagonista de uma série própria e gravar um cd só seu. Calma, acha que é muita informação? Imagine, então, o que a Roxy estava sentindo naquele momento!


           A verdade é que a mãe de Roxane havia inscrito secretamente a filha no concurso, e tornou capaz que a filha realizasse seu sonho de ser artista. Viajar para Los Angeles, passar por uma transformação e começar a gravar as primeiras cenas e sua própria série, foi apenas o início dessa nova vida que Roxy sabia que era sua dali para frente. Mas Los Angeles e todo esse cenário de luxo e fama são mais complicados do que ela inicialmente pensaria. Qualquer passo em falso pode tornar aquele sonho um pesadelo, e Roxane descobre isso desde muito cedo. Isso porquê, assim que chega em Hollywood, ela conhece o filho de seu produtor: o Luke. Luke é o playboy mais comentado de todas as revistas de fofoca, conhecido por ser mimado e destruidor de corações alheios. E não é para menos! Lindo e de humor sarcástico, o cara esbanja charme em todo passo que dá... E Roxy, apesar de tentar resistir, não tem exatamente sucesso nisso. Luke acaba tornando-se o seu inferno particular. Afinal, por mais que em algum momento ele fique com ela, seria ele capaz de manter-se num relacionamento fixo? Sem chances. É isso que nossa Roxy pensa e tenta convencer sua mente, assim, a não achar o sorriso de Luke tão encantador.


          Numa narrativa em 1ª pessoa, La La Land vai mostrando as quedas e descobertas de Roxy nesse novo mundo, encantador e também assustador. Roxy sofre com paparazzis, admira sua relação com os fãs, e descobre em seus colegas de trabalho, também atores, grandes amigos. No entanto, não pára por ai. O que a fama mais dá é problema, acredite. E, como se não bastasse os problemas que a fama dá, Roxy descobre que seu coração está dividido: acelerar por 2 homens diferentes, de fato, não é justo. Principalmente quando um desses homens é alguém que pode destruir sua imagem - sim, o próprio Luke! Já o outro, é o Freddie, seu colega (e grande amigo) de trabalho. E, enfim, o que o coração da Roxy vai escolher: o carinhoso Freddie, ou o arrogante e lindo Luke?


          É muito legal essa relação de descoberta que o leitor acaba tendo, também, ao ler as aventuras de Roxy. Como eu disse anteriormente, a autora escreve muito bem, e entrar na protagonista não é muito difícil. Algumas vezes, senti vontade de bater em Luke ou Freddie, outras, na própria Roxy! O livro tem bastante confusão. Isso porque, digamos, a indecisão do coração de Roxy é passível de muito desastre. Mas é isso que você encontrará nesse livro: toda indecisão e dúvida de uma mente adolescente, tal qual qualquer uma de nós já tivemos. No entanto, ao mesmo tempo que isso é um ponto positivo, para mim, também foi um negativo. Afinal, uma coisa é ser indecisa, outra totalmente diferente é fazer o que a Roxy fez! Acabei perdendo parte do respeito que eu tinha por ela, apesar de entender que tudo faz parte da fase complicada que ela está passando.


         Os personagens e suas personalidades é um ponto bem legal do livro. Todos são muito divertidos e não deixam a história parar nunca! E, se você acha que La La Land se resume à garotinha que chega em Hollywood e se apaixona, está errado! O melhor amigo de Roxy, o Corbin, vai à Los Angeles também, tentando encontrar seu pai, que largou a mãe do garoto grávida anos atrás e foi embora. Porém, a única coisa que Corbin sabe é o apelido que seu pai tinha e uma fotografia... Nada mais! O livro, então, gira ao redor das indecisões amorosas de Roxy e do mistério ao redor de quem seria o pai do querido Corbin. 


         Para quem gosta de um livro leve, rápido de ler e com personagens cativantes, La La Land é uma boa pedida! Inspirado numa música de Demi Lovato, acho que é impossível não lembrar das séries da Disney que a própria Demi participou... O livro é bem nessa pegada mesmo! Romance, música e Hollywood, eis o universo de La La Land, com poucos pontos que me desagradaram - à começar pela própria protagonista, que em certa parte do livro me deixou louca de raiva (risos). Um YA que recomendo para todos, inclusive aqueles que não se achegaram muito no livro depois de dar uma lida na sinopse. Leia! Vale a pena. E o final deixou um gostinho de quero mais, possibilitando (para a alegria dos fãs), sim, uma continuação!

2 comentários :

  1. Oi!
    Não conhecia o livro, mas assim que comecei a ler sua resenha me lembrei dos seriados, lindinhos, da Demi Lovato e é claro que fiquei bem curiosa! Gostei muito da sua resenha, acho que se tivesse lido só a sinopse não iria colocar o livro na lista dos que quero comprar, mas La la land parece ser muito bom!
    Beijos
    sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Estou dooooida para ler! Amo livros com pegada adolescente e com romance! <3

    ResponderExcluir