Harmony Clean Flat Responsive WordPress Blog Theme

Resenha | Duas Vidas, dois destinos (Katherine Paterson)

terça-feira, dezembro 10, 2013 Polliana Barros 4 Comments Category : , , , , ,

Hey :)
Autora:Katherine Paterson. 
Editora: Salamandra.
Paginas 230.
Sinopse:Narrada por Louise, a história conta como, por ser a mais forte, ela acaba ocupando o lugar reservado ao filho desprezado. E como, em sua visão, a irmã fica com a melhor parte de tudo. Mas a solidão a leva a conhecer os segredos da ilha e da vida no mar e a chegada inesperada da guerra (anos 40) abre caminho para que ela lute por seu lugar no mundo. 


  Resenha

" Jacó eu amei, mas, Esaú, eu odiei"

 Narrado por Louise, Duas Vidas, dois destinos nos traz a historia de duas irmãs, sendo que uma recebe toda a atenção e a outra é deixada de lado. Esse é um livro que depende muito de cada pessoa, porque tanto você pode ver uma injustiça como apenas uma birra entre irmãs, mas de toda forma você vai gostar.

           Antes de me entregar inteiramente ao livro, pensei que ele se trataria de uma birra entre irmãs e não tivesse nada a ver com uma irmã ser tratada diferente da outra. Eu estava errada, ou melhor dizendo, no meu ponto de vista as coisas retratam algo bem comum, e acho que é por isso que muitas pessoas se identificaram com esse livro.


           Caroline é doce e encanta à todos, ela também tem um talento incrível para o canto, já Louise é mais rústica, sensível e corajosa.


          Ao longo do livro percebi a forma evidente e diferenciada que Louise é tratada em relação a sua irmã, até tentei meio que ignorar certas coisas, mas fica impossível, fiquei até com raiva de alguns personagens. E outra coisa que me chamou bastante atenção foi que as coisas nunca davam certo pra Louise, então, de repente, percebi que ela estava lutando contra a correnteza ou, melhor dizendo, contra o destino - seu destino. Ele parece ter preparado o melhor pra Caroline e o pior pra Louise. Mas não pensem que o livro é injusto, a Katherine tratou de dar um final digno e surpreendente pra Louise,
foi muito bom ver a forma como ela terminou as coisas.

"Mas então, ai, meu Deus, ele sorriu. E acho que no mesmo instante eu tive certeza que ia me casar com Joseph Wojtkiewicz - apesar de Deus, do papa, de três filhos sem mãe, do sobrenome impossivel de escrever, e tudo mais. Porque quando ele sorriu parecia o tipo de homem capaz de cantar para as ostras"

Beijos.

RELATED POSTS

4 viciados comentaram

  1. Oi, tudo bem?

    Amei a temática, nunca li nenhum livro que abordasse esse tema :)

    Beijos
    http://www.estantedasfadas.com.br/

    ResponderExcluir
  2. OI linda! parece um livro interessante. Infelizmente com algo que existe né?fiquei curiosa com o final de Louise. A quote foi ótima! esse nome eu acho que a autora copia e colava a cada menção, muito dificil hahahah
    Bjus bjus!
    Pan
    http://pansmind.blogspot.com/2013/11/sorteio-de-natal-amazonia-arquivo-das.html

    ResponderExcluir
  3. Olá Polliana!
    Não sei se leria esse livro, mas a temática é realmente diferente! Parece ser aqueles que prendem... enfim.
    Ótima resenha :)
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir