Resenha | As Duas Faces do Destino (Landulfo Almeida)

3 comentários
Saudações!
          Enfim temos a resenha do livro As Duas Faces do Destino, do autor parceiro Landulfo Almeida. Confesso que tive um pouco - ou muita - dificuldade em construir a resenha, já que o livro possui uma história tão complexa e apaixonante. Porém, relevem e confiram o que achei da obra :)


Autor: Landulfo Almeida
Editora Novo Século
488 páginas
Nota 10
Sinopse: Bruno havia desistido de encontrar um sentido para sua vida quando é recrutado por uma extraordinária mulher, dona de habilidades incomuns, para lutar contra um poderoso inimigo. Kerligan Amnael possui o conhecimento, o dinheiro, a inteligência e a vontade para causar enormes prejuízos à humanidade. Apesar das dúvidas, Bruno resolve seguir seu coração e seus instintos e abraçar o destino ofertado por Adrianna. Exilado de sua antiga vida ele é preparado para uma batalha a ser travada no mundo dos negócios bilionários, das descobertas científicas e médicas de última geração e da espionagem industrial. Incapaz de lidar sozinho com as incertezas da história de Adrianna, que alega pertencer a outro universo, Bruno busca em seus melhores amigos do passado a força necessária. Entre sabotagens e assassinatos, amizades serão testadas, paixões nascerão e um inesperado desafio tornará a cruzada de Bruno ainda mais solitária. Pistas sobre os reais planos de Kerligan e MJ, seu braço direito, revelam uma verdade surpreendente e avassaladora. Próximo ao fim, a coragem e uma descomunal força de vontade serão as principais armas do casal de protagonistas para tentar salvar o futuro do planeta.


Eu estava sentindo falta de ler algo que me tragasse tanto em sua história, a ponto de me fazer apaixonada por cada uma de suas personagens – não uma ou duas, mas todas elas. E foi exatamente o que aconteceu com As Duas Faces do Destino, primeira obra do autor  brasiliense Landulfo Almeida.  Ele conseguiu construir não só um bom enredo, mas também uma história de ficção cientifica crível e com personagens com personalidades únicas, num espaço físico já conhecido por nós: o Brasil.


"Se há alguma chance de sermos mais felizes, é nossa obrigação nos agarrarmos a ela com unhas e dentes."
          

      Nosso personagem principal, inicialmente, é o Bruno. Com mais ou menos 40 anos e uma vida econômica estável - apesar de não ser milionário -, ele é um homem soteropolitano normal. Porém, como ser normal é muito “mainstream” (concordo, essa piada foi horrível), sua vida sofre uma grande transformação, e, para isso, foi necessário somente um encontro com a estranha e misteriosa Adrianna. No entanto, logo Bruno descobre que a atraente moça supera qualquer expectativa que ele estivesse usando para justificar toda sua aura misteriosa e reservada. E é aqui, exatamente aqui, que entra o lance mais legal do livro do Landulfo: os universos paralelos!


                Utilizando-se de teorias da Física, Landulfo irá nos mostrar como ficção cientifica pode muito bem não ser uma coisa de “outro mundo” e casar com a realidade, dando legitimidade à grande parte do seu enredo. Ele nos apresenta uma Adrianna que não pertence à raça humana, mas sim a um povo muito mais evoluído que nós, humanóides, em um universo paralelo ao nosso. Mais forte e bem mais inteligente, Adrianna advém de um mundo onde não mais há doenças como o câncer e a longevidade de toda população foi consideravelmente aumentada para mais de 200 anos. Aqua, aparentemente, é um paraíso. No entanto, isso traz consequências graves para a população de Aqua em longo prazo. Com a população demorando mais para morrer e outras pessoas nascendo, o planeta logo tornou-se superpovoado e junto com isso vem a falta de alimento e possível escassez de oxigênio.  Esse foi o motivo que levou Adrianna e outros cientistas de Aqua à procurarem um novo planeta habitável, onde pudessem levar sua população para o caminho da salvação... É quando eles acham a Terra.


"Primeiro a longevidade: não há tanta pressa quando se tem uma expectativa de vida de mais de duzentos anos."

                Mas, espere ai! Não, Bruno não está rodeado de aliens vindos de universos distantes que sequer foram provados pela ciência. Aqua não chegou a mandar sua população para a Terra, mas Adrianna está aqui por um motivo. Outros dois de seus colegas cientistas conseguiram passar pelo portal até a Terra, e Adrianna não acredita que eles tenham vindo por acaso... Kerligan e MJ estão planejando algo de muito ruim, e a misteriosa amiga de Bruno quer a ajuda dele para impedir que os outros dois consigam poder econômico e político o suficiente. Para isso, Adrianna dá a Bruno o soro que o torna com força e inteligente similar aos moradores de Aqua e ambos começam a atuar com força no mundo dos negócios, ganhando dinheiro, status e agregando ao redor de si as empresas que, se crescerem suas pesquisas pelos pontos certos, tornariam a Terra melhor.

               Acho que o único defeito do livro foram seus erros de revisão aqui e ali (sim, eu sou chatinha quanto a isso!). No entanto, a narrativa de cunho intimista e ótima história suprimem qualquer desses defeitos. O ponto forte do livro, talvez, esteja bem no meio dele, quando chegamos à conclusão de que não sabemos quem é o verdadeiro vilão dessa trama. A história caminha nos mostrando que cada uma das personagens tem um motivo para cada uma de suas ações, sejam elas más ou boas. Os interesses por trás das jogadas de Kerligan e MJ logo vão se explicando, porém, no decorrer disso, vidas são tiradas e todas as conclusões tiradas pelo leitor vão caindo por terra (risos). As relações interpessoais entre Bruno, seus fiéis amigos e a própria Adrianna são um tempero à mais á toda ficção cientifica e luta no mundo financeiro que a obra propõe.


"Mesmo contra sua lógica, confrontando sua natureza desconfiada e cética, seguiria aquele homem até o fim dos tempos."

            Romance, amizade e luta contra um suposto mal, As Duas Faces do Destino promete ao leitor muito mais do que posso dizer nessa resenha. Seu mistério mantém-se até as últimas páginas e muitas revelações são feitas durante isso. Espionagem e o mundo dos grandes negócios se unem à ciência, formando uma obra rica e original, ao mesmo tempo sem furos ou pontas soltas. Ver a interação entre Bruno e Adrianna é um bônus muito agradável, já que os dois montam um casal muito fofo e dão a dose de romance certa ao livro.
               

              Recomendo bastante a obra. Acabei gostando mais do que esperava e me surpreendendo bastante com os rumos tomados pelo enredo. O inicio pode parecer meio lento, mas não demora para que o livro tome novos ritmos e acelere a história à ponto de ficar difícil de parar a leitura mesmo que por pouco tempo.  Landulfo Almeida conseguiu superar e muito minhas expectativas, algo difícil de acontecer. E, enfim, se você gosta de ficção cientifica mas quer ler um livro totalmente diferente, que englobe em suas páginas a dose certa de drama, ação, ficção e realidade, pode se jogar na leitura de As Duas Faces do Destino. Valerá a pena, acredite em mim.  

3 comentários :

  1. Obrigado pelas palavras Naiane. Adorei a resenha. Aproveito para deixar um grande abraço para você e todos os leitores deste ótimo blog. :)

    ResponderExcluir
  2. Olá, Arine-san.
    Você dizendo que estava sumida de lá, eu também estava sumida por aqui. Mas nem é porque não leio, pra iso assino a newsletter, seria meio impossível visitar os blogs que gosto todo dia... Por isso só vi o novo layout agora, ficou tãão lindo <33.
    Mas falando do que realmente interessa, que é o livro em questão, eu meio que me interessei 10296235689 vezes mais por ele depois de ler que o protagonista - inicial - é soteropolitano. Afinal é meio raro encontrar protagonistas que honrem a Bahia e tal. Não tenho certeza se eu me daria bem com a parte das teorias físicas, mas a premissa do livro é muito bacana, adoro obras nesse estilo! Adorei a resenha também =3.
    Beijos!

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Gabi! Eu também fiquei suuuper empolgada quando soube que a história rolava em Salvador, haha! A parte das teorias físicas é bem relax, então não tem nada muito complicado ;) rs

      Obrigada pelos elogios!
      Beijos

      Excluir