Resenha | Se você fosse minha (Bella Andre)

3 comentários


Autora:  Bella Andre
Editora Novo Conceito
320 páginas
Nota: 8

Sinopse: Zach, o mais arredio dos Sullivan, é mecânico e corredor de pistas de alta velocidade. Suas únicas preocupações são: como gastar seu dinheiro e com que mulher passar a próxima noite… Até que ele recebe a difícil tarefa de cuidar do filhote de yorkshire de seu irmão por duas semanas — um total contratempo para um homem como ele. Mas Zach não tem como negar este favor a Gabe e, muito a contragosto, acaba aceitando cuidar de Ternurinha, a cachorrinha que, para piorar, é um terror e certamente precisa de treinamento. Heather Linsey não acreditava que teria de treinar o fi lhote do arrogante Zach Sullivan. De todos os homens que já conhecera, Zach era o mais atrevido. Palavras como arrogante, esnobe, pretensioso cabiam especialmente bem no mecânico da família Sullivan. Além disso, a beleza e o charme de Zach eram desconcertantes e a atração entre eles, inevitável… Heather estava francamente disposta a negar esse trabalho, mas teve que pensar duas vezes antes de recusar, pois fora indicada por uma grande amiga. De qualquer forma, ela sabia que podia controlar as investidas de Zach Sullivan, caso ele se mostrasse desrespeitoso. O que ela não sabia é que sua rejeição ia despertar os mais profundos e obstinados desejos no mecânico…


Se você fosse minha, mais um dos eróticos da série escrita pela Bella Andre, não tem muito de diferente de seus antecessores. E os mesmos erros do passado que me fizeram não adorar os livros da série, se repetem nesse. A narrativa descuidada da autora muitas vezes me incomoda e eu já não sei dizer se é erro da tradução ou da própria escolha de palavras da Bella Andre. O fato é que o livro não chega nem perto de ser perfeito e o romance é bem bobinho, sem emoções demasiadas (apesar das tentativas da autora) e sem um ponto especialmente marcante. Como eu já esperava.

“O desejo o consumiu a cada segundo que passava junto a ela. Adorava como Heather se entregava, totalmente; não como quisesse simplesmente provocá-lo ou excitá-lo. Ela beijava da mesma maneira como fazia todas as outras coisas, com uma doce concentração.”

          Um irmão Sullivan que acha que vai morrer solteiro e uma adestradora de cães que não está disposta a entregar-se à homem nenhum... Sim, a equação desse romance já foi vista nos anteriores da autora,  que vai, em cada volume da série, casando mais um dos lindos e irresistíveis irmãos Sullivan. Nesse, as coisas vão um pouco mais longe e inclui na conta dois cachorrinhos super fofos que parecem até um casal - apesar da estranheza de ver um dogue alemão (cachorro imenso de grande) e yorkshire terrier brincando juntos.


           O drama todo começa quando Zach Sullivan - um mecânico bonitão que alimentará a imaginação de muitas leitoras - recebe um pedido inusitado de um dos irmãos: ele precisa cuidar por duas semanas de uma coisinha minuscula, apenas 1,5kg de pelos e energia, chamada Ternurinha. O problema é que Ternurinha, a fofa yorkishire terrier, não está interessada em obedecer qualquer que seja a ordem de Zach e ameaça arrancar-lhe o juizo enquanto corre pela casa, se esconde e estraga sapatos (isso em apenas um dia). E eis que chega a salvação divina para o mecânico: Heather e Atlas, seu dogue alemão, chegam para ajudar no treinamento de Ternurinha; mas não só isso, se depender de Zach e sua forte atração pela jovem treinadora de cães. 

“- Você não joga limpo, não é?
- Você não gostaria de mim se eu jogasse – retrucou ele, com a boca perto da curva do pescoço, onde começou a lhe mordiscar a pele.” Pág.200

         Heather não está interessada em romances. Seu passado familiar garante que sua memória sempre lhe traga a lembrança de como os homens podem mentir, e por isso o amor, para ela, não passa de um conto-de-fadas. Ela não acredita em amor; Zach também não. No entanto, ambos se sentem muito atraídos um pelo outro para ignorarem o que o corpo sente. A união desses dois fatores originam, então, um contrato que consiste em apenas sexo. O que eles descobrem mais tarde é que manter tudo na base de apenas isso não é nem de perto uma tarefa fácil.


        O meio que separa os problemas de Zach com Ternurinha e o amor que nasce entre o rapaz e Heather é relativamente curto e irreal. Tudo acontece muito rápido, questão de pouquíssimas semanas, e isso torna a história um pouco intragável. Porém, a interação entre as personagens foi, como sempre, bem dirigida pela autora e salva o restante da história. O livro tem direito à cenas fofas, discussões e cenas hots - muitas dessas últimas, acrescento aqui. Erótico de rápida leitura define basicamente o que é Se você fosse minha, mas nada muito além disso.

“Será que não sabia, desde o começo, que ela era diferente? E que um amor tão doce quanto o dela era algo digno de ter e guardar para si, independentemente das consequências?” pág.307

         Recomendo cautela à qualquer tipo de expectativa que você tenha quanto a essa leitura. Se você fosse minha exige que você não espere uma grande obra, que você saiba que está lendo apenas um romance que lhe servirá de distração. O livro não entrou na minha lista de eróticos favoritos e também não é o melhor da série... Falta, talvez, uma maneira melhor de desenvolver e dirigir a história, encorpando-a com uma narrativa mais bonita e um romance mais crível. Mas, para uma tarde de tédio, o livro cai muito bem, principalmente para as leitoras que já curtem um erótico vez ou outra (ou sempre, né? rs).

Nota 8

3 comentários :

  1. Quero todos os livos da Belle, estava com esperança do Submarino fazer uma promoção com todos u.u kkk

    Beijos
    http://slothreaders.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Concordo com sua opinião quanto as expectativas acima do livro... É apenas uma obra de distração, e nem os momentos eróticos "salvam" o livro, entretanto, não merece nota baixa, pois no meio de tudo, uma história foi desenvolvida, ainda que com defeitos.

    ResponderExcluir
  3. Eu não leio muito livros de gênero, por isso ainda não tenho uma opinião formada sobre esses tipos de livros, mas enfim ótima resenha!

    pomardoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir