Harmony Clean Flat Responsive WordPress Blog Theme

Resenha | Claro que te amo (Tammy Luciano)

terça-feira, outubro 22, 2013 Naiane Aline 6 Comments Category : , , , , , ,



Autora: Tammy Luciano
Editora Novo Conceito
320 páginas
*livro de parceria*
Nota 7.5
Sinopse: Piera tem certeza: está cometendo a maior loucura da sua vida ao assistir, escondida, ao casamento de seu ex-noivo. Depois de seis anos de relacionamento, entrar de penetra na comemoração foi tudo que André deixou para ela. E olhar a cena não a faz feliz, mas encerra uma fase de sua vida. Hora de recomeçar. Mas como recomeçar se seu coração está cheio de dor? Envolver-se com a história de Piera é como descobrir que sempre há um lado muito bom a ser revelado… Mesmo que tudo pareça tão difícil.



Claro que te amo não é um chick-lit, embora pareça. Escrito pela autora nacional Tammy Luciano, o livro está mais próximo de um drama do que de um romance bonitinho. Talvez esse tenha sido o principal pecado dele: não é nada muito intenso mas também não é engraçadinho. Acabei sentindo falta de alguma coisa, no final da leitura.

"- Piera, querida, pense em tudo que eu disse durante esse nosso encontro. A vida não volta. Ela segue e não se repete. Faça a sua felicidade."

           Escrito em 1ª pessoa pela própria Piera, o livro de rápida leitura logo mostra que, apesar disso, não é para qualquer público. Muitas adolescentes talvez se sintam mais próximas da protagonista que eu, ou você, que já passamos dessa fase em que tudo é um drama enorme. Apesar de sua idade, 19 anos, Piera é imatura, insegura e ainda procura o príncipe encantado - namorado perfeito, mera utopia. Após um relacionamento de 6 anos que acabou em traição e fim abrupto,  Piera vive um longo (longo demais) período de luto até que decide pôr fim à essa parte de sua história. Bem, isso na teoria. 


         Embora tenha se passado 2 anos desde o término do namoro (que ela diz que nem foi lá essas coisas), a garota ainda lembra e repete quase como se repete um carma a sua história de amor frustrada até quase o fim do livro. Dramática como sempre e otimista como nunca, ela espera mesmo que exista um relacionamento perfeito, com alguém perfeito, que dirá coisas perfeitas num dia perfeito. Mas será que há? É, acho que não.


"As piores feridas são aquelas abertas sem querer, em um ato de desamor que o outro carrega sem culpa."

         Acha que os problemas da garota acabaram? Está enganado. Ainda há como fazer essa jovem menina chorar ainda mais, o que eu já considerava difícil.  Abandonada pela mãe ainda quando era um bebê, a garota foi criada exclusivamente pelo pai. Por isso, Piera fica confusamente surpresa quando sua mãe reaparece e diz que quer conhecê-la. O que ela não esperava era encontrar sua progenitora em depressão e internada numa clínica psiquiátrica, e esperava muito menos encontrar, ali, no meio dos médicos daquele lugar deprimente, aquele que viria a ser o seu "namorado perfeito", o Marcelo.


        O que mais pensei durante a leitura, sem poesia em minhas palavras, foi: ou Piera tem algum problema mental grave, ou gosta de sofrer de graça. Ela simplesmente não sabe o que quer, e isso me incomodou bastante. Por não acreditar em relacionamentos perfeitos nem em pessoas que são simplesmente ruins - sem nada de bom -, achei pouco convincente o modo dela falar da mãe e do ex-namorado. Afinal, se ela ficou 6 anos namorando o cara e mais 2 anos se lamentando pelo término, como pode o relacionamento ter sido tão ruim assim? Mas ela conseguiu me surpreender ainda mais quando conheceu o Marcelo… Foram tantas as reviravoltas entre eles, e tudo por culpa da Piera - apenas deixando claro -, que eu não sabia se ficava com pena ou com raiva da moça. Juro que não sabia.

"Quero te apresentar o meu pequeno mundo. O melhor? Cabe nós dois dentro dele."

      Afinal, a história tinha tudo para ser um romance perfeito… Mas não. Não digo que o livro é ruim, apesar disso. Só acho que ele não alcançou o que poderia alcançar, com um enredo que remetia à uma romance bonitinho e leve. Era isso que eu esperava, ao menos. Fui surpreendida, no entanto, por uma protagonista dramática em níveis estatosfericos que reagia a tudo que acontecia com lágrimas… Exceto esses detalhes, considero que a leitura é agradável e num instante você termina a obra. Podia ter sido melhor, mas a leitura valeu os dois dias lendo (principalmente por causa do final fofo), rs.

RELATED POSTS

6 viciados comentaram

  1. Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas acho que vou dar uma chance a ele.

    http://infinitoparticulardoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Arine!
    Odeio livros em que a personagem só chora, rs. Sinceramente, dá uma vontade de entrar na história só para socá-la, rs.
    Queria muito ler esse livro, mas não sei se ainda darei-o uma chance.
    Sua resenha está maravilhosa! Mesmo.
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Mesmo não tendo agradado a muitos, quero ler essa trama.

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Gostei da sua resenha. Foi bem sincera. Acho que eu daria uma chance a esse livro. Já vi muitos elogios a essa autora.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. A capa é linda, representa bem o livro! Gosto muito romances de superação, bem água com açúcar e parabenizo pela resenha foi bem sincera.

    ResponderExcluir
  6. Oi Nai...
    Perai... Ela tem 19 anos, namorou 6 e terminou há 2 ??
    Caraca, ela começou a namorar com 11?? ai ai...
    Poxa, eu não sabia, ou não tinha percebido que esse livro era da Tammy..

    Bye da Pah
    Livros Estrelas

    ResponderExcluir