Resenha | Sangue na Neve (Lisa Gardner)

4 comentários
Sangue na Neve

Sangue na Neve
D.D. Warren - Livro 5
Autora:   Lisa Gardner 
Editora Novo Conceito
416 páginas
Nota: 8

Sinopse: A policial Tessa Leoni matou seu marido, Brian Darby, em legítima defesa. A arma do crime está à vista de todos e os hematomas no corpo de Tessa confirmam a ocorrência. A policial também não fez questão de fugir, ou de arrumar qualquer justificativa para explicar aquele corpo estendido no chão da cozinha, portanto, aparentemente, o que a investigadora D.D.Warren tem à sua frente é o desfecho de uma briga doméstica. Um caso simples. No entanto, ao abrir o inquérito, D. D. terá uma surpresa: este não é o primeiro homicídio de Tessa  Leoni e — afinal — onde está a filhinha de seis anos da policial? Será que a policial Leoni realmente atirou em seu marido para matá-lo? Uma mãe seria capaz de prejudicar intencionalmente sua filha? D. D. Warren, a experiente detetive que acredita que desvendar um caso é como mergulhar na vida do criminoso, enfrentará mais uma investigação que a levará a uma busca frenética por uma criança desaparecida enquanto tenta encaixar as peças de um mistério familiar que a levará a quebrar os muros do corporativismo policial.   

A principio, o romance não me pareceu muito espetacular. Acho que descobrir que se tratava do livro 5 da autora anestesiou minhas expectativas e não nego que enrolei o máximo que pude para ler. 

       Como uma criança insegura sobre o que habita na escuridão do seu armário, iniciei a leitura mansamente e, então, me vi consumida por um êxtase doentio. O que posso dizer? É um Thriller perfeito, a combinação majestosa de Suspense, Ação, Investigação e Drama. 

             Não conhecia nenhum livro da Lisa Gardner e descobri ser uma grande admiradora.

          A riqueza de detalhes da vida corriqueira policial me impressionou; cada pista oferecida pela autora para solucionar o caso atiça nossa curiosidade e, quando finalmente notamos, somos cativos da sua obra.

         Há tempos não lia um romance policial, então foi uma leitura bastante nostálgica, nada muito excêntrico como Sherlock ou linear e neurótico como o simpático Monk, o que tornou tudo bem mais real. É uma leitura dinâmica e concisa e, por mais impressionante que fosse, tantos detalhes deixaram a leitura longa demais, o que me fez ouvir um narrador imaginário como nos filmes antigos (risos).

        O que dizer amigos? Li e indico COM TODA CERTEZA. Espero não ter dado spoilers, porém, ter conseguido ser tão persuasiva que deixe vocês com vontade de ler.


 Resenhado pela Mila - resenhista do blog Vício em Páginas

4 comentários :

  1. Faz tempo que eu pretendo ler esse livro. Gostei muito da sinopse, parece ser ótimo. Ainda não li nenhum livro da Lisa Gardner, mas já ouvi falar que ela é muito boa. Também quero ler "VIVA PARA CONTAR".

    Beijos!

    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Este parece ser o tipo de narrativa densa do qual estou fugindo no momento! Além disso, romances policiais me entendiam. Mas adorei a resenha!
    Abraço,
    Vinícius - Livros e Rabiscos

    ResponderExcluir
  3. Eu amei esse livro e pode ler viva para contar que você vai adorar também é realmente muuuito bom, vale super apena. Esse é demais eu li ele rápidinho e quero outros livros da autora no Brasil. Adorei a resenha

    Bjs
    http://www.partesdeumdiario.com/

    ResponderExcluir
  4. Ainda bem que você não desistiu, pois o livro pé muito bom!
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir