Li até a pág.100 | A Filha da Floresta (Juliet Marillier)

5 comentários
Saudações!
           Minha atual leitura é mais uma obra do meu gênero favorito... Alguém adivinha? rs' Filha da Floresta, da editora parceira Butterfly, é uma mistura linda de história e misticismo/fantástico. Caso alguém tenha lido, não esquece de contar o que achou nos comentários! 




Primeira frase da página 100:
“Não vou dizer a ele uma coisa dessas.”


Do que se trata o livro?
A Filha da Floresta, tal qual o título e capa podem dar a entender, é um livro que mistura passado, magia e seres místicos num enredo que promete aventura e romance numa cajadada só.  Tudo acontece numa europa medieval muito distante de nosso atual séc.XXI e a narrativa é contada em 1ª pessoa pela Socha, uma garota com estilo de vida no mínimo estranho e que logo descobriu que seu futuro não incluia grandes casamentos e cuidados de um castelo qualquer. Isso porque a mágica acompanha a vida dela e de seus 6 irmãos. De acordo com a sinopse do livro, logo Socha terá uma grande aventura em busca da cura para uma terrível maldição que assolou seus irmãos, mas ela terá de escolher entre ajudar seus famíliares e o amor cada vez mais forte que ela sente pelo guerreiro inimigo que lhe prometeu proteção.    


O que está achando até agora?
Lento. E não sei se digo isso em tom de crítica ou elogio. O fato é, se a obra inicialmente assusta pelas suas mais de 600 páginas, não é necessário ler nem 50 para você perceber o porquê do livro ser tão grande: a autora esmiúça a trama lentamente, contando o passado das personagens, como elas cresceram e como a magia sempre esteve presente na vida daquela estranha e grande família. O resultado disso é que você chega à página 100 e a história ainda não avançou para o que seria a problemática proposta pelo enredo central da trilogia.


O que está achando do protagonista? 
Até que estou gostando de Socha... Bem espirituosa e vida louca, ela, haha. Acho que esquisita é um termo que melhor define a protagonista, que já era curandeira profissional antes dos 15 anos (gente, ainda fico chocada ao pensar nisso). 


Vai continuar lendo?
Sim :D Avante para mais uma obra de literatura fantástica! Quem sabe não me apaixono pela trilogia tanto quanto cai de amores pela O Clã dos Magos.


Última frase da página:
“Era hora de voltar ao trabalho.”


            Aos que participaram do Concurso Cultural que estava rolando aqui no blog, tenham calma. Logo o resultado sai! [:

5 comentários :

  1. Bela resenha!

    Caramba! Mais de 600 páginas? Você ainda está longe da metade do livro.

    A capa me lembrou a branca de neve, mas de um jeito mais "rústico".

    rsrs

    Ah, estou ansioso pelo resultado do Concurso Cultural. Acredita que eu tinha até esquecido?

    Beijos!!!

    Dedos cruzados...

    ResponderExcluir
  2. Chamei a coluna de resenha. Acho que não tem problema, não é?
    rsrs

    ResponderExcluir
  3. Ahhhh faz tanto tempo que não consigo ter tempo para comentar, a faculdade esta sugando a minha alma :(
    Não conhecia esse livro ainda e acho que não vai me agradar, geralmente eu perco a paciência com autor que enrola assim.

    ResponderExcluir
  4. Esse livro parece ser muito bom, vou aguardar a resenha.

    Estou seguindo :)

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    (comenta lá, bjus)

    ResponderExcluir
  5. Oi amiga continua lendo que vc vai gostar, eu estou lendo o Filho Da Sombras que é bem mais punk que o primeiro, seguindo o blog!
    bjkas
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir