Resenha | Paperboy (Peter Dexter)

8 comentários
Salve Galera! É um prazer estar novamente aqui com vocês. Preparados?
Paperboy Autor: Pete Dexter
Páginas: 333
Editora: Novo Conceito
Sinopse Skoob: Hillary Van Wetter foi preso pelo homicídio de um xerife sem escrúpulos e está, agora, aguardando no corredor da morte. Enquanto espera pela sentença final, Van Wetter recebe cartas da atraente Charlotte Bless, que está determinada a libertá-lo para que eles possam se casar. Bless tentará provar a inocência de Wetter conquistando o apoio de dois repórteres investigativos de um jornal de Miami: o ambicioso Yardley Acheman e o ingênuo e obsessivo Ward James.As provas contra Wetter são inconsistentes e os escritores estão confiantes de que, se conseguirem expor Wetter como vítima de uma justiça caipira e racista, sua história será aclamada no mundo jornalístico. No entanto, histórias mal contadas e fatos falsificados levarão Jack James, o irmão mais novo de Ward, a fazer uma investigação por conta própria. Uma investigação que dará conta de um mundo que se sustenta sobre mentiras e segredos torpes.Best-seller do The New York Times, Paperboy é um romance gótico sobre a vida aparentemente sossegada das cidades do interior. Um thriller tenso até a última linha, que fala de corrupção e violência, mas que, ao mesmo tempo, promove uma lição de ética.

 Opinião:    Uma ideia louca e maravilhosa.

              Pete Dexter, da maneira mais covarde e sensacional, nos convida a introverter-se em sua narrativa, quando aludia a integridade do homem. A história é contada por Jack James – até então, motorista de caminhão do jornal Moat County Tribune que pertence ao seu pai - e desvenda os mistérios do assassinato do xerife Thurmond Call, homem cujas ações sem escrúpulos jamais foram contestadas naquela cidadezinha racista e suscetível. Hillary Van Wetter, foi o homem acusado e preso pelo homicídio.

              Junto com seu irmão Ward e do fátuo Yardley Acheman – jornalistas aclamados -, Jack, vê-se entrelaçado numa teia de mentiras, o que, para o delírio do leitor, incita ainda mais sua curiosidade, fazendo aquela pequena cidade linear do interior revelar seu lado lúgubre e torpe.
           Fui completamente sequestrada por Dexter em seu romance e, sem piedade alguma, banida e privada do seu néctar de emoções viciosas.  Não queria aludir o fato de que, eufórica e enlouquecida, iniciei uma busca - frustrada - pelo filme mesmo sabendo que a cinematografia denigre a perfeição do livro e dos personagens.
             Jamais vi personagens tão vivos. Personagens com personalidade, daqueles que um adjetivo apenas é insuficiente para descrevê-los. Fastuosos, ingênuos, críticos, ambiciosos, aproveitadores, invejosos, ilícitos...

         A leitura é concisa, fácil e consequentemente dinâmica. Apesar de se passar em outra década, engana-se quem acha que encontrará as mais estranhas gírias da época. O livro possui linguagem corriqueira e fonte perfeita.
          Contudo, apesar de todas as maravilhas que me cegaram, ainda assim ofereceria um novo final a Paperboy, o final que – para mim – tornaria tudo perfeito e não me faria chorar de raiva.
 Para Paperboy, nota 09.
Beijos, Milla Almeida.

8 comentários :

  1. Seu eu te falar que me interesso por esse livro estarei mentindo, mas quem sabe um dia eu leia, sua resenha ficou ótima como sempre, beijos !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
  2. Bem, leia sim, você poderá se surpreende!!

    ResponderExcluir
  3. Oieee!! Boa noite, eu tenho um blog e gostaria mto que vc me seguisse.Estou seguindo o seu!!!AMEI SEU BLOG e a postagem,parabéns!!
    meu blog é http://hopefullyy.blogspot.com.br/
    Aaaa e aproveito para comunicar que o livro ELAS SÃO GÊMEAS já está a venda na editora Baraúna,na Saraiva ,LIVRARIA DA TRAVESSA ,com uma promoção especial no site da editora.Aproveite!!!
    O link do livro no skoob tb caso tenha :
    http://www.skoob.com.br/livro/312875

    Obrigada pela atenção .bjs

    ResponderExcluir
  4. Estou louca para ler este livro!
    A capa já é um ótimo inicio! hahah Zac!
    Ótima resenha *-*

    ResponderExcluir
  5. Estou louca para ler esse livro desde que soube sobre a existência dele, rsrs. Confesso que a capa me chamou muito a atenção, por ser o lindo do Zac. Mas a história parece ser realmente boa. Espero ter a oportunidade de lê-lo logo!
    Beijos,
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Nunca tinha ouvido falar! Mas adorei a temática e suas impressões me levam a concluir que é uma leitura rápida e mesmo assim profunda! Gostei! E se fez chorar de raiva então... hahahaha fiquei curiosa.

    ResponderExcluir
  7. kkkkkk, fico feliz em saber que despertei sua curiosidade e só para constar, eu achei o filme e ñ assistir nem 10min... muito diferente do livro...

    ResponderExcluir
  8. Estou lendo ele agora, ainda estou no início mas já estou gostando bastante da escrita do autor, só vou ver o filme depois :D

    Beijos,
    Jhey
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir