Resenha | O Projeto Rosie (Graeme Simsion)

6 comentários
Saudações!
           Fiquem com a resenha de O Projeto Rosie, lançamento do mês de junho da Editora Record! Ficarei feliz em saber a opinião de vocês sobre a obra, haha.                

O Projeto RosieAutor:  Graeme Simsion
Editora Record
320 páginas
Sinopse: Perto de completar 40 anos, o peculiar professor de genética Don Tillman havia desistido do amor. Para acompanhar sua rotina severamente cronometrada, com esquema de refeições padronizadas, um cronograma para a execução de cada compromisso (inclusive para a prática de exercícios físicos antes de dormir) e lidar com sua falta de habilidade social, só mesmo a mulher perfeita. E ele já sabe como encontra-la. Ou pelo menos acha que sabe. Ele desenvolve o projeto Esposa Perfeita, um questionário meticuloso que irá ajudá-lo a selecionar candidatas adequadas a seu estilo de vida. Mas quando Don conhece a jovem Rosie ele descobre que nem tudo na vida pode ser programado... e que o amor pode, de repente, vir a seu encontro.


Graeme Simsion dá aos leitores, através de sua narrativa em 1ª pessoa, uma forma de enxergar o mundo totalmente diferente da comum. Com seu personagem metódico ao extremo – e aqui apresento Don Tillman -, o autor brinca com uma história totalmente previsível, mas com uma forma de narrar divertida e cativante. Como eu sempre digo, se for pra ser clichê, que o clichê seja ao menos bem escrito (!); e é isso o que Graeme Simsion soube fazer muito bem em O Projeto Rosie.

                Don Tllman é uma figura única. Indo contra o estereotipo atribuído aos intelectuais, ele é um homem de (quase) 40 anos que está em muita boa forma física, sabe artes marciais e tem um belo corpo. Extremamente metódico e controlado quanto a seu tempo disponível, ele certamente não enxerga o mundo da mesma forma que o resto de seus companheiros: ele não tem uma banda favorita e nem faz nada que não traga para ele uma carga de conhecimento ou privilégios. Por isso, quase não possui amigos e já desistiu de relacionamentos românticos, apesar de nutrir o desejo de casar-se... Foi por causa desse desejo – não muito forte – que ele decidiu montar o Projeto Esposa, que logo mudaria completamente sua vida.

                Seu plano era muito simples: ele daria um questionário para as mulheres responderem, e, à depender das respostas, ele decidiria quem era perfeita para a “função esposa” e quem não era. Dentre suas exigências estava o fato de não fumar, ser sempre pontual, ser muito boa em matemática, gostar de carne, não beber... Uma lista sem tamanho! E então ele conhece Rosie, uma moça totalmente incompatível com suas exigências, mas que ele gosta de conversar. Decidido a ajudá-la a encontrar o pai, eles começam a passar mais tempo juntos e Don percebe que é muito mais fácil quebrar suas próprias regras quando está perto de Rosie. Por que será, né? Hahaha.

                O mais interessante do livro é perceber como Don vai amadurecendo durante a narrativa. Não é que ele mude seus conceitos ou passe a agir diferente, mas percebemos que ele aprende parte da essência do que é relacionar-se com pessoas, sejam só na base da amizade ou não. Claro, como a narrativa é em 1ª pessoa, acaba que nos divertimos muito nas trapalhadas sociais que Don sempre comete, sendo que ele é quase incapaz de entender ironias e comentários sarcásticos, além de metodizar até o ato de apertar a mão de alguém. O livro não é propriamente de comédia, e nem de romance, mas uma união gostosa dos dois. Um problema, no entanto, é que as vezes a loucura metódica de Don torna-se um pouco cansativa, apesar de não deixar a leitura mais lenta...

                Não consigo dizer se o livro será tão bom para todos como ele foi para mim. A narrativa possui uma “pegada” similar à do livro O Lado Bom da Vida, que introduz o leitor ao mundinho criado pelo protagonista. O que me agradou nessa história tão previsível, certamente, foi enxergar as relações humanas a partir do ponto de vista de Don, o que é muito engraçado. Então, por isso, recomendo o livro para quem quer uma leitura divertida e leve, com direito á loucuras alheias e romance nas entrelinhas. Não, O Projeto Rosie não é o melhor dos livros nem a mais perfeita das histórias, mas tem sua beleza e seus méritos; isso que importa.


Nota: 9.5 

6 comentários :

  1. Adoro livros assim, baseados em um protagonista com personalidade diferente. Gostei muito do enredo, achei bem original!

    ResponderExcluir
  2. Amo personagens como o Don, ainda mais no quesito de se escolher algum pretendente hahaha. Acho que vou curtir muito esse livro!

    www.resenhasealgomais.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oie :)

    Nossa quando você falou similar ao lado bom da vida eu já reservei o dinheiro aqui, com certeza lerei ;)

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
  4. Não lembro de ter lido O lado bom da vida, lembro de ter visto o filme e de cara ñ gostei mas, fiquei com a curiosidade desperta!! Seja o que Deus quiser!! kkkk

    ResponderExcluir
  5. Estou louca para ler este livro!
    Incrível como só falam bem dele :D
    ótima resenha!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. A resenha me animou Naia, mas essa parte me desanimou: "A narrativa possui uma “pegada” similar à do livro O Lado Bom da Vida."

    ResponderExcluir