Resenha Premiada | Esperando por você (Susane Colasanti)

21 comentários

Saudações!
                O que acham de uma resenha premiada? Haha. Para participar, é muuuito fácil! É só deixar um comentário VÁLIDO nesta resenha e pôr o seu email para contato nele, ok? Os comentários serão contados até o dia 30/05, e o resultado já sai no dia seguinte. O que acham? Participem!

Esperando por VocêAutora: Susane Colasanti
Editora Novo Conceito
336 páginas
Sinopse: É hora de iniciar o segundo ano do Ensino Médio, e Marisa está pronta para um novo começo e para seu primeiro namorado de verdade. No entanto, depois do popular Derek convidá-la para sair, as coisas ficam complicadas. Além de seus pais se separarem e de Marisa ter uma briga com seu melhor amigo, Derek, o amor da sua vida, a deixa desapontada. As únicas coisas que mantêm Marisa são os podcasts de um DJ anônimo, o qual parece entendê-la totalmente. Mas ela não sabe quem ele é... Ou sabe?




Susane Colasanti me surpreendeu positivamente em Esperando por Você, segundo livro dela lançado aqui no Brasil. Apesar disso, o livro chega longe de ser perfeito. De fato, essa é mais uma das leituras que eu recomendaria para quem quer relaxar um pouco, talvez ler algo mais leve e aproveitar uma tarde tediosa.
               
"E eu estou aqui. Simplesmente esperando que ele me encontre. Esperando que ele descubra que eu existo de verdade."

                Com uma narrativa em 1ª pessoa, somos apresentados ao mundo e à vida da complicada Marisa. O ano anterior foi realmente conturbado para a nossa protagonista, que sofre de transtorno de ansiedade e desenvolveu depressão durante algum tempo... Por isso, ainda é chamada de “estranha” ou “maluca” por alguns colegas de escola, que simplesmente não conseguem entender o que se passou com a garota no passado. Agora, já bem, ela voltou a se relacionar como normalmente – não que tenha muitos amigos – e até voltou a ter uma antiga amizade com um garoto que estudou com ela durante o fundamental... eis o Nash. Além disso, a garota está disposta a conseguir um namorado, e fica agradavelmente surpresa quando se descobre cada vez mais próxima do Derek, o garoto mais “disputado” pelas meninas da escola. Então, vem o seu primeiro amor, junto com suas inseguranças, e sua amizade com o Nash está cada vez mais forte... até que tudo muda.

"- Você é capaz de superar os próprios medos, pode mudar, pode fazer da sua vida aquilo que sempre quis. Talvez isso não aconteça amanhã, mas vai acontecer em breve. Então, aguente firme!"

                É aqui que entra todo o clichê que geralmente visualizamos nesse tipo de romance. De fato, desde o inicio (até mesmo só lendo a sinopse) você já sabe exatamente o que vai acontecer. Previsibilidade é o segundo nome de Susane Colasanti que, apesar disso, sabe como construir histórias bonitinhas. Marisa é a típica adolescente dividida entre o amor de amizade e a paixão, o que deixa-a confusa. Depois que Nash se confessou para ela e foi rejeitado, o garoto começou a simplesmente se afastar de Marisa – por motivos que eu consigo até compreender, afinal, o coitado levou um pé na bunda. Porém, apesar de ter sido ela a que rejeitou, sentiu-se abandonada... O caso é: ela queria o Derek, mas também queria o amor de Nash. E, como se não bastasse toda essa confusão, sua família (que sempre lhe parecera tão unida) começa a se desintegrar: os pais estão se separando. Isso torna a vida de Marisa um verdadeiro inferno, pois ela vê todos os antigos sentimentos de depressão voltarem, sendo amenizados somente por um programa de podcast gravado por um misterioso DJ. Nem preciso dizer que o mistério do livro se volta todo para esse garoto anônimo, né? 
               
                Se tem uma coisa que a autora realmente passou dos limites, foi nas gírias. Claro, a narrativa em 1ª pessoa exigia que Susane adotasse uma linguagem mais teen; porém, o que eu vi acontecer foi a transformação da narrativa em algo simplesmente pobre. Não sei nem quantos mil “tipo”, “que saco” e etc eu li nesse livro, que nem é grande! No entanto, a protagonista fugiu do comum, quando se mostrou ser uma garota não tão difícil assim de gostar. Certo, não é a melhor personagem do mundo, mas também não é de todo chata. Tirando os momentos em que a autora tentou forçar aquele ar de “garota com distúrbio de ansiedade”, tudo correu muito bem. E a relação entre Marisa e Nash, sinceramente, é muito linda e foi bem desenhada! E eu até agradeço por isso, porque senti falta desse toque de “crível” no romance anterior da autora.

"Sei, agora, que ele quer que eu, finalmente, lhe dê uma oportunidade, que eu pare de ficar esperando por algo que eu já tenho."

                Apesar da autora não ter construído bem algumas partes da história, como o já relatado fato do transtorno de ansiedade da protagonista, o livro é legal. Algumas partes do mesmo também me pareceram meio artificiais e forçadas demais, mas nada que tenha prejudicado a leitura, sem contar que foram cenas bem isoladas aqui e ali. Gostei bastante do envolvimento entre as personagens, e, apesar de toda previsibilidade, amei de verdade o romance que rolou! Nash, aliás, é a coisa nerd mais fofa que existe(!), haha. Recomendo o livro, principalmente para quem curte um romance leve!

Nota: 8.5

21 comentários :

  1. Oi, tudo bom?
    Eu não curto muito os livros da Susane desde que vi críticas negativas demais do primeiro livro dela lançado aqui.
    Parecem muito bobinhos e imaginários, mais pra quem quer se distrair em um dia sem nada pra fazer mesmo.
    Mesmo com as 336 páginas!
    Adorei sua resenha!

    Tem promoção lá no blog
    endless-poem.blogspot.com.br
    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Sabe que não sabia o que era resenha premiada? Sim, sou uma blogueira idiota, mas você acabou me explicando. shaushaushuahsau.
    Eu me interessei por esse livro, mesmo ele sendo previsível, eu gosto de livros assim para descansar, são meus livros de descanso. kk...

    caths_m@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. A resenha está bem feita, cheia dedetalhes impportantes para a leitura..
    O fato de ter muitas gírias realmente não é estimulante.
    Quero ler o livro para acompanhar a saga da protagonista.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Esse livro deve ser como o outro dela, ideal para ler depois de um livro mais forte. Realmente a autora não é maravilhosa, e nem escreve histórias marcantes, mas como diversão vale a pena. E eu adoro esses romances assim levinhos.

    silcrepaldi1981@hotmail.com

    ResponderExcluir
  5. Gosto muito de romance, principalmente adolescente e leve como esse! Desde o lançamento o livro me chamou a atenção e gostei muito dele. O Nash é um nerd fofo??? Já gostei!!! Nerd fofo me lembro o Criket de Lola e o garoto da casa ao lado q gosto muito!!!

    Thaynara595@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. Quando comecei a ler a sua resenha, pensei que o diferencial desse livro fosse o transtorno de ansiedade da protagonista, pensei que a narrativa em 1ª pessoa ajudasse o leitor a entender os sentimentos confusos dela e tudo o que a Marisa passou por causa da doença, então fiquei um pouco decepcionada em saber que essa parte foi mal construída.
    Esse livro deve ser muito bom para passar o tempo e para deixar a mente descansar depois de leituras complexas.
    Adorei que o par romântico dela seja um nerd, acho nerds fofinhos (influencia de The Big Bang Teory). Só acho um pouco inacreditável o carinha mais desejado da escola comece a se interessar por uma menina que já foi chamada de maluca e que não tem amigos, mas tudo bem, isso faz parte da maioria dos clichês...

    ResponderExcluir
  7. Que legal o conceito da resenha premiada! Eu acredito que esse livro seja uma leitura leve, rápida, tudo para se usar no intervalo de livros complexos. Apesar do tema jovem demais, onde o mundo parece mais dificil, creio que a leitura seja tão boa quanto qualquer outra.

    ResponderExcluir
  8. Esqueci do email sumayalira@gmail.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Na, esse negócio de querer o amor dos dois é egoísta né.. não gosto de personagens assim não. E poza, tem tanta gíria assim?? :S
    De vez em quando é bom ter um livro leve pra ler.

    palomabottelho@hotmail.com
    Bye da Pah
    Livros Estrelas

    ResponderExcluir
  10. Tenho desejado muito esse, mesmo sendo um livro simples e com clichê, acredito que para mim valha a pena ler. Eu gosto sempre de ler um romance leve e divertido de vez em quando, de preferência numa tarde tediosa! :)
    Gostei muito da sua resenha :)
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Gostei da resenha, a história é mais para adolescente, por isso vou indica-lo para minha irmã, ela vai gostar.

    ResponderExcluir
  12. Antes de começar a ler sempre dou uma olhada na nota que você deu e enquanto lia a resenha ficava pensando o pq de uma nota tão alta.
    O romance deve ser muito bonitinho mesmo para compensar os pontos negativos que você citou na resenha.
    Eu tenho o livro, mas ainda não li, espero não me incomodar tanto com o uso de gírias quanto imagino que irei.

    ResponderExcluir
  13. Perfectttttttttttttttttttttttttttt I neeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeed

    haha 2bj

    Maria Eduarda - maduzzin@hotmail.com

    ResponderExcluir
  14. Curto romances leves.
    Essa capa ai os modelos parecem ser mais velhos, não consigo imaginar eles sendo os protagonistas.
    Fiquei muito interessada pelo livro!

    ResponderExcluir
  15. Desculpa, esqueci do e-mail, é
    rossanakey@hotmail.com

    ResponderExcluir
  16. Falar sobre transtorno compulsivo nem é fácil. Admiro a autora já por isso.
    Gostei da resenha, fiquei animada para ler. Em relação as gírias, as vezes atrapalham mesmo, mas as vezes é legal.

    bmroberta@hotmail.com

    ResponderExcluir
  17. Não é o melhor livro, mas senti que é melhor que o ultimo dela. Ainda vou ler o meu e espero gostar nem que seja um pouquinho. Não tenho nada contra clichês e até adoro ler, se esse for elo menos bem feito, quem sabe não gosto né? Espero gostar!

    ResponderExcluir
  18. Tô querendo esse livro desde o lançamento... ja li muitas resenhas boas e ruins, mas msm assim quero ainda ler :) gostei da sua, tem bastante conteudo ^^

    goular.lucas@gmail.com

    ResponderExcluir
  19. Eu li o "Bem Mais Perto" e gostei. Tirando a protagonista que era chata pra caramba. Rsrsrs
    Mesmo sendo previsíveis, acho muito legais esses romances teens, porquê serem leves. O lado bom é que dá pra se perceber que a autora evoluiu sua narrativa em relação ao primeiro.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  20. Gosto de ler estas historias mais "leves" entre um livro e outro. A historia parece um pouco clichê, mas acho que romances adolescentes podem cair no lugar comum se autores não conseguirem desenvolver uma historia cativante. Gostei da resenha, principalmente por apontar pontos fortes e fracos do livro sem generalizar ou rotular o livro como totalmente ruim ou bom.

    Participando do sorteio.
    luciane.eleoteria@hotmail.com

    ResponderExcluir
  21. Bem, ainda não li nada da autora, mas confesso que tenho uma certa curiosidade. Já ouvi muitas críticas positivas em relação ao livro, assim como já ouvi muitas críticas negativas, então só lendo para ver o que acho!

    ResponderExcluir