[Artigo] EbooksXLivros físicos

Nenhum comentário
Olá, leitorada! *-*
          Bem, como eu já havia dito anteriormente sobre tornar o blog mais sério, venho hoje com a evolução de um antigo quadro (o antigo #Sua Opinião) - que durou muito pouco, verdade, mas que sempre é muito divertido de ser feito. Espero que gostem e comentem!


                                   
O avanço da sociedade e suas tecnologias quase – eu disse quase – nos empurra a utilizar de seus novos serviços. Sim, à favor da comodidade, deixamos de escrever cartas e passamos a mandar emails, não vivemos sem celular e até mesmo usamos cartão de crédito ao invés de cédulas de dinheiro. Obviamente que essa necessidade de tornar nossa vida mais cômoda, algum dia, teria que atingir o mundo fantástico dos livros... E é ai que chegamos à um assunto que causa reboliço entre os leitores, principalmente bookaholics: ebooksXLivros materiais – quem ganha a competição?

           De fato, há muitos fatores a serem levados em conta, e só irá entender os motivos que levam milhares de bookaholics a não aceitarem os ebooks quem faz parte desse grupo crescente de leitores. A tecnologia em si costuma tornar tudo mais impessoal e insensível e não adianta alguém ai negar, ler uma carta passa muito mais emoção do que ler um email. Afinal, ler uma carta – decifrar a caligrafia de alguém que você gosta – é muito diferente (em termos de sentimentalismo) do que ler uma letra... computadorizada. E é isso que a tecnologia, tão necessária, começa a fazer com tudo a sua volta. Puxando isso para a discussão em questão, eu digo: ebooks = comodidade, mas nada irá substituir a emoção de tocar um livro de capa dura, ou de sentir o cheiro das palavras se acumulando nas páginas (sejam elas velhas ou novas).

         Apesar disso, é fato que a comodidade de ter um ebook logo levará milhões de pessoas a preferirem esse recurso. Além de mais barato, preferir um ebook é o mesmo que não precisar carregar pra cima e pra baixo um livro gigantesco, como o volume único de Senhor dos Anéis - um livro de ficção que pode muito bem ser confundido com uma bíblia.  Com um Ipad, você sai na rua com centenas de livros ao alcance de seus olhos, e pode lê-los em qualquer lugar, a qualquer momento.  Não pesa no seu bolso (ao menos, não os ebooks; o Ipad já é outra história...), não pesa em sua bolsa/mochila – esses são fatores positivos e importantes. Porém, será possível que os livros materiais sejam esquecidos em favor dos ebooks? Como a carta e o dinheiro em cédula, o livro será posto para segundo plano?

        Particularmente, acho que nada irá superar um bom livro, o toque de suas folhas sobre meu dedo ou o seu cheiro. Nada melhor que isso. Acho que ler um ebook – apesar de eu ler muitos deles – é tão impessoal quanto você ler um email. Mas, e vocês, acham que algum dia o ebook superará os livros materiais?

Ass.: Arine-san
E não se esqueçam de comentar dizendo sua opinião sobre o assunto. *-*

Nenhum comentário :

Postar um comentário