Meu querido escocês (Sandy Blair)

5 comentários

Olá!
Sinceramente, estava começando a sentir falta de resenhar aqui, rs. Bem, li esse romance ontem, em pouco menos de 3h, enquanto conversava sobre o trabalho do colégio - sim, eu estava fazendo trabalho e lendo ao mesmo tempo... Pois é, isso deve mostrar o quanto o livro é pequeno e fácil de ser lido. Pois bem, vamos a resenha.

                                                  Meu Querido Escocês
Autora: Sandy Blair
Editora Nova Cultura (famosa por seus livros recortados mais que tudo na vida)
159 páginas

Sinopse:
Escócia, 1775

Bem-vindo ao meu mundo!
Quando menos espera, Claire MacGregor recebe uma herança, e entre os pertences está uma caixa estranha. Ao abri-la, qual não é sua surpresa quando um homem maravilhoso, se materializa à sua frente sem ter a menor noção de onde se encontra... O ponto negativo é que sir Cameron MacLeod tem quase três séculos de idade... E o positivo é que ele não aparenta a idade que tem. É lindo, atraente e sexy... muito sexy! Antes de acordar no século vinte e um, nos aposentos de uma jovem, o último fato de que Cameron tinha lembrança era de estar se preparando para lutar numa batalha por seu clã. Ele não entende como foi parar ali, e faz de tudo para voltar no tempo. Pouco a pouco, porém, a convivência com a adorável Claire o faz perceber que talvez o mundo de hoje seja bem melhor do que o que ele conhece...


Resenha:
Não poderia haver romance de banca mais estranho! Juro que nunca vi nada sobre viagens no tempo, homem achando que um computador ligado é arte de bruxaria ou querendo matar as “pessoas” que estão “dentro” da TV; tudo isso dentro de um mesmo romance. Olhando a capa, sim, confesso, pensei que esse seria mais um daqueles romances que, basicamente, só envolve cenas na cama. Me enganei enormemente! Apesar de estar muito visível a inexperiência da autora durante a narração, não há quem não ache fofa a estória. Impossível não achar.

                O que você faria se, num belo dia, um escocês nu em pelo aparecesse do nada no seu quarto? E se ele agisse como um homem medieval, querendo amarrar adagas no braço, usar espadas em via pública e quebrar televisões ligadas, por achar que se trata de arte de bruxaria? Pois é com isso que Claire, dona de uma loja de antiguidades, tem que lidar. Ela recebera de seu velho amigo (velho no sentido mais ambíguo possível da palavra, rs) um monte de tralha que, para nós seria uma fonte de renda admirável, vendendo tudo para um museu, mas para Claire era um tesouro bem mais valioso do que a casa branca americana. Cameron, o escocês, viera direto de 1770, e não fazia ideia de como fora parar naquele lugar estranho, onde “carruagens andavam sem cavalos na frente”. (Sério, você tem que rir para não chorar do que Cameron pensa). Aquele novo mundo era mesmo fantástico, cheio de mistérios, e ainda havia Claire, aquela adorável mulher que o hospedara dentro de casa e o ajudava a enfrentar os... diversos problemas com a polícia. Porém, apesar de estar cada vez mais ligado com Claire, ele queria voltar para seu tempo, ir à guerra, fazer o que sabia fazer (ser guerreiro)... Mas o que Claire faria quando ele partisse, já que sempre vivera sozinha e agora acostumara-se à presença de Cam?

                Os personagens são, realmente, muito fofos. Sério. O choque de culturas é iminente, claro, mas, bem aos poucos, Cameron vai se acostumando à sociedade – apesar de continuar a procurar maneiras de voltar à seu tempo. Claire o ajuda como pode nesse quesito – e em muitos outros, já que Cameron tem um encontro quase que diário com a delegacia, tal a quantidade de problemas que arranja. A atração que ambos sentem um pelo outro é evidente desde o primeiro encontro – quando Cameron roubou-lhe um beijo -, mas não espere cenas hots, porque não há nenhuma. Apesar disso, é impossível da história ficar chata ou sem movimento! Imagina, um homem de 300 anos atrás numa sociedade atual... Cameron se mete em cada confusão, pensa cada coisa, que é impossível de você não rir.  Mas será que ele poderá superar o fato de que talvez nunca mais volte à seu tempo? Será que ele poderá ficar ao lado da solitária Claire...?

               Só faço uma critica ao livro: narrativa muito rápida. É evidente a inexperiência da autora, tanto em algumas partes da narrativa quanto em alguns diálogos entre os protagonistas. Apesar disso, gostei do livro – minúsculo, por sinal. É de leitura fácil, rápida e agradável; sem contar que há mais partes engraçadas do que românticas em si. Não que o romance fique esquecido... não é isso. É só que não há todo tipo de pegação entre os personagens, eles se gostam e é só isso. Também não há drama exagerado, choro excessivo e afins. Um livro muito estilo Sessão da Tarde.
Nota: 9.0

Ass.: Arine-san
Detalhe: a autora possui uma série de livros só com escoceses como protagonistas! Ah, essa eu quero ler! Haha.

5 comentários :

  1. Preciso de um livro assim...
    Tranquilo pra ler e rapidinho =]
    Adorei a resenha^^

    Beijos,
    #Resenha falada.

    ResponderExcluir
  2. Mulher, sou outra que está precisando de um livro assim. Minha vida está tão agitada nesses últimos dias ¬¬'
    Que confusão, um cara que viajou no tempo e está dando uma de Aloka? Amei, parece diversão na certa.
    Com certeza eu acharia muito estranho um escocês nu aparecendo no meu quarto ashuahsuasa
    Deve ser muito interessante ver esse "choque de cultura"
    É isso que tô precisando, narrativa rápida, só para descontrair.
    Bjão flor!
    Ótima resenha!

    #EscocesesForever ashuahuasa

    -Amigas Entre Livros-

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela resenha. Parece ser uma história interessante.
    Ri muito quando você encerrou comparando o livro com a Sessão da Tarde.
    hahahaha.
    E mais, a capa desse livro engana qualquer um sobre o desenrolar da história...
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  4. Logo que vi a capa pensei que se tratasse de um livro daqueles bem hots mesmo... Mas me enganei completamente pelo visto! rs
    O livro deve ser bem bacana. Nada muito "Uau!", mas gostosinho de ler num final de semana, né? rs
    Gostei do seu blog! Estou seguindo aqui! :D



    Beijinhos, Amanda Cristina.
    www.primeiro-livro.com

    ResponderExcluir
  5. Ooie Ariine..
    Gostei muito da resenha,tanto é que estou querendo conhecer esse 'Escocês' rs, pelo que vi ele deve garantir otimas risadas durante a estória, ja anotei o nome dele aqui na minha lista de leituras e logo estarei lendo pra conhecer mais sobre o livro!!
    Beijos amiga!!!

    julyana - Em sintonia com os livros

    ResponderExcluir