Sinal de Desejo (Lori Foster)

4 comentários
                                                     Sinal de Desejo
Autora: Lori Foster
Editora Nova Cultura
210 páginas


Sinopse:
Quando os opostos se atraem, é melhor sair do caminho! Bruce utiliza todo seu tempo para ajudar pessoas desafortunadas a conquistar uma vida melhor. Paciente, ele compreende que todos comentem erros. Para Bruce, ninguém é perfeito... bem, pelo menos até conhecer Cynhtia, uma mulher linda, simpática, doce e extremamente sensual. Desde o primeiro momento em que a viu, decidiu que iria conquistá-la a qualquer preço!

Cynthia é sagaz e independente. Sabe o que os homens desejam dela. Mas percebe algo diferente em Bruce: ele a olha com desejo e sensualidade, mas a trata com respeito, educação e carinho. Ela diria que até um pouco além da conta... Talvez valha a pena baixar um pouco suas defesas... E talvez alguém precise ajudar Bruce a recomeçar e descobrir quão perfeito o imperfeito pode ser!

Resenha:
Receio que estou vivendo uma “ressaca de romances de banca”, haha. Nada me agrada, nada me interessa... enfim. Porém, comecei a ler esse livro mesmo assim. Preciso dizer que o li em uma pegada só? É tão curtinho e a estória é tão leve, que é impossível não lê-lo rapidamente. Mas confesso que esse foi o livro mais fraquinho da Lori; não que ele seja ruim, mas eu esperava algo mais... embora não saiba de que “mais” estou falando (haha).

                Cynthia é uma garota sofrida, que aprendeu a desconfiar, primeiramente, de todos que a rodeavam. Ela cresceu num lar desestabilizado, onde a mãe era alcoólatra e o padrasto era um monstro que só fazia maltratar Cynthia... Inclusive sexualmente, apesar de não ter conseguido completar o ato sexual completamente. Na noite em que seu padrasto tentou, enfim, completar o ato que tanto queria – satisfazer suas fantasias eróticas com a linda Cynthia -, a menina deu-lhe uma pancada forte na cabeça e fugiu de casa. Para nunca mais voltar. Porém, não adianta fugir... O mau sempre lhe acompanhará, em forma de uma sombra de desconfiança e carência... Até que Cynthia encontra um homem que se dispôs a ajudá-la, após cinco anos dela ter fugido de casa, e ele não queria somente ajudá-la como também protegê-la e tê-la para si.

                Bruce é o mocinho mais estranho que já vi. Não, não, ele não é um estranhão com hábitos malucos, mas é um pastor! Pastor de igreja! Juro que nunca vi isso em nenhum romance de banca. O que achei mais estranho, porém, foi que ele disse que já havia feito sexo com outras garotas... Gente, pastor não tem aquela história de só fazer sexo depois do casamento? Haha. Enfim, deixando isso de lado, Bruce é um homem levemente possessivo e muito preocupado. Quando ele encontra Cynthia, uma moça com cerca de 13 anos a menos que ele, ele se sente logo instigado a proteger aquela frágil garota. O problema é: logo esse interesse de proteção ultrapassou a barreira de somente interesse em proteger um inocente, e passou para o de um desejo de ter aquela mulher em sua vida... E em todos os sentidos. Ele se apaixonara pela tão diferente Cynthia, que sempre tentava passar por fortona mas era uma criatura nada mais do que sensível e carente. Bruce queria casar com ela, ter filhos e abraça-la toda a noite. Porém, fantasmas do passado de Cynthia se materializaram... Alguém que Cynthia supunha estar morto, estava era muito vivo, e queria, acima da vingança, possui-la violentamente e tirá-la a vida.  O ex-padrasto de Cynthia faria de tudo para tê-la trêmula de medo entre seus braços.

                Bem, o final foi um pouquinho diferente do que eu imaginava.  Gostei dele. Os personagens são muito cativantes, principalmente Cynthia. Adorei ela e seu jeitinho, sempre tão fofa! Já Bruce... Ah, não tenho o que falar. Os mocinhos da Lori F. sempre são maravilhosos, e isso é um fato incontestável. O livro tem direito até a um carinha doidinho, que vê o futuro, e cenas fofas entre os personagens principais. Enfim, gostei do livro. Recomendo como uma forma de passar o tempo.

Nota: 8.7

P.S1.: Ainda estou traumatizada com esse troço do Bruce ser pastor... Olhe para a capa do livro e me diga, ela tem alguma coisa a ver com homens que deveriam seguir voto de castidade até o casamento?

P.S2.: Estou desesperada. Alguém me recomenda um bom romance histórico, faz favor?

Ass.: Arine-san

4 comentários :

  1. Que resenha mais perfeita.Eu não curto muito esse tipo de livro,mas me interecei por esse ai.Curti quero le-lo.

    A respondendo sua pergunta no blog sobre quem escreveu suplicios.A autora é uma fofa ela é super atenciosa e mto talentosa.Aqui o link do blog dedicado ao livro:http://serietrinita.blogspot.com/ e foi ela mesma que fez o blog todo.

    Bjinn....

    ResponderExcluir
  2. Gosto de romances de banca e adorei tua resenha!!!

    um beijão
    Magia Literária

    ResponderExcluir
  3. tem selinho pra ti no blog,floor.

    Novidades Literarias

    ResponderExcluir
  4. Amo romances históricos, sou viciada também.
    Esse livro parece ser muito bom, já está na minha lista de desejados. Os meus livros favoritos de romances históricos de banca são: "A Ninfa do Rio" e "Pedido de Casamento", ambos da editora Nova Cultural, super recomendo.
    Adorei o seu blog e estou seguindo, obrigada por seguir o meu.

    Bjs...
    http://assuntosobrelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir