Bodas de Fogo (Deborah Simmons)

Um comentário
                                             Bodas de Fogo
Autora: Deborah Simmons
Editora Nova Cultura
319 páginas


Sinopse:
Piers Montmorency
Diziam que o misterioso Cavaleiro Vermelho não era um simples mortal. Que fizera um pacto com o demônio, em troca de se tornar um guerreiro invencível. Isadora, porém, podia sentir com todo o seu ser que as sombras do enigmático e fascinante Piers ocultavam um segredo muito mais profundo...

Isadora de Laci
Feito um vendaval, Isadora invadiu o castelo de Dunmurrow para reivindicar o Cavaleiro Vermelho como marido! E Piers percebeu que sua vida mudaria para sempre. Mas uma mulher tão ardente e cheia de luz iria aceitar viver uma paixão envolta pelas trevas?

Resenha:
No inicio da leitura, pode parecer estranho o fato do mocinho ser acusado de fazer pacto com o demônio – e, dizem algumas más línguas, no livro, que ele é o belzebu em pessoa (haha) -, e é até assustador ver que tudo aponta que isso é verdade.  Mas, não é necessário nem muito mais do que cinqüenta páginas para descobrirmos (ou desconfiarmos, ao menos), que Piers Montmorency está bem longe de ser um invocador de demônios! Minha simpatia por Piers foi quase automática, mesmo com todas as acusações e com o fato dele morar num castelo tão escuro quanto uma caverna suja.

                Isadora de Laci perdera a mãe, o pai morrera há algum tempo e seus irmãos caíram em batalha. Agora, ela está só. Apesar disso, não se sente amedrontada em cuidar do reino dos de Lacis sozinha, e, na verdade, seu reino já é um dos mais promissores – o que atrai atacantes e pretendentes de casamento, querendo desposá-la, apesar dela já ter dito milhões de vezes que a ultima coisa que quer é casamento. Agora, ela tem que casar, de um jeito e de outro – e o motivo disso é o rei, que ordenou que ela escolhesse um de seus cavaleiros para que o mesmo servisse de marido e protetor de suas terras. O que fazer, a não ser aceitar? Se você pensa que ela deixaria por isso mesmo, se enganou. Ela armou um plano: pediria para se casar com o Cavaleiro Vermelho , aquele cujo nome estava na boca de todos; não havia um único ser que não temesse à ele e sua ira. Porém, o rei pareceu se divertir com a oferta dela, e mandou-a imediatamente para o futuro noivo...

                É muito engraçado ver como todos os planos de Isadora vão abaixo. Primeiro, ela planejara dizer que queria casar-se com o  Cavaleiro Vermelho  , e, desse modo, esperava ouvir do rei que ela podia voltar para casa e desistir de casar. Mas, não, ao invés disso, o rei mandou-a diretamente para os braços do noivo. Agora, quando estava de frente ao castelo de Piers, o  Cavaleiro Vermelho  , Isadora se enchia de esperança pensando que, provavelmente, o  Cavaleiro Vermelho   não a quereria e a mandaria embora. Adivinhe o que aconteceu? Piers aceitou o casamento. Mas os planos de nossa mocinha não param por ai, mesmo com todos os outros dando errado (haha); ela pensa que, como ele não foi desposá-la oficialmente, indo dormir com ela, ele iria cancelar o casamento... É, Isadora não tem sorte. Piers queria se manter casado, e bem casado! Na verdade, parecendo ir totalmente contra o fato de que eles só se encontravam no escuro, e que o castelo estava em estado lamuriante – e diversas coisas estranhas aconteciam com freqüência -, Piers é um homem fofo (apesar de irritadiço), e logo percebemos que ele está longe de ser o que os boatos dizem. A própria Isadora não consegue acreditar que aquele com quem ela conversava à noite, na hora do jantar, era o mesmo que os moradores do vilarejo diziam ser demoníaco. Sim, algo ali estava errado; e, tarde demais, Isadora percebeu que começava a se apaixonar por alguém que nunca havia visto à luz do sol, e que só conhecia a voz, no meio da escuridão.

               O livro é muito bom, e, até mais da metade dele, ficamos esperando ansiosas por saber qual o segredo de Piers. Afinal, ele não sai à luz do sol e Isadora nunca o viu nem à luz de vela. Ela só sabe como é sua voz, (e seu beijo, haha). Mas, apesar disso, ele é tão fofo! As vezes eu me irritava um pouco com Isadora... Ela é um pouco inconseqüente, uma daquelas mocinhas determinadas e briguentas, entende? Mas esse é um dos melhores livros que já li esse ano. Um romance histórico incrível, cheio de mistério e com um romance muito fofo, além dos personagens serem a cosia mais linda.

Nota: 10

Um comentário :

  1. Muahahaha
    O bichim é acusado de fazer pacto? Tadinho :D
    Ela é sofrida, mas parece que se mete em um tanto de confusão XD
    Seus planos pelo jeito, nunca dão certo rsrs
    Gostei da estória, e acho que vou me divertir um pouco com essa moçinha de planos horríveis rs
    Até anotei o nome do livro, quando tiver a oportunidade, vou buscá-lo.
    Bjão, amei a resenha flor!

    -Amigas Entre Livros-

    ResponderExcluir