Harmony Clean Flat Responsive WordPress Blog Theme

Erro de amor (Sara Craven)

quarta-feira, novembro 30, 2011 Naiane Aline 3 Comments Category : , ,

                                                Erro de Amor
Autora: Sara Craven
Editora Harlequin
120 páginas

Sinopse:

0 magnata grego e sua esposa inglesa!
Kate mal cabe em si de surpresa quando Michalis Theodakis insiste que ela o acompanhe ao casamento da irmã dele. Porque, para Kate, Michalis pertence ao passado. Certa de que seu casamento com ele foi apenas uma fachada para Michalis continuar se relacionando com a amante, ela não tem a menor intenção de representar o papel de esposa prestimosa!
Como Kate não aceita voltar para a Grécia por bem, Michalis recorre à chantagem: se ela for ao casamento, ele lhe concede a liberdade. Algo que Kate logo, descobre que não quer. Afinal, se eles continuam ligados um ao outro pelo desejo e pela paixão, como o casamento deles pode ter sido um erro?

Resenha:
Faz muito, muito tempo que não leio um livro tão fraco e sem graça. Eu não esperava muito da estória, de qualquer forma, mas foi decepcionante demais! Quem me conhece, sabe que NUNCA digo que um livro é ruim, até porque aquelas páginas requerem esforço para serem escritas e temos a alma de um escritor em nossas mãos, toda vez que pegamos um livro para lermos. Apesar disso, garanto, você não gostará do livro, mesmo que seja uma doente maníaca por romances de banca.

                Kate “separou-se” do marido, ou melhor, está lutando para conseguir a separação, e luta para sobreviver com seus poucos recursos financeiros. Apesar disso, está obstinada a separar-se de Michalis e não ganhar um único centavo dele. Para ela, creio, só estar separada do homem que ela considera ser um “desleal sem vergonha”, já é suficiente. O problema é que Michalis não aceita (lê-se: nem responde as cartas que ela manda, pedindo a separação imediata) a separação, e era ele que devia ser o mais interessado, afinal, foi Michalis que foi pego traindo a mulher, e não o inverso! Kate estava ferida emocionalmente... sentia-se mal (é claro, foi traída, só podia se sentir um lixo mesmo, não?), porém, há uma observação: ela não viu, com seus próprios olhos, a traição acontecer, ela só viu seu marido deitado na cama, nu, e uma mulher no quarto... O marido dormia. Só isso significa traição? Ainda mais que a mulher dentro do quarto era aquela megera problemática, que odiava Kate por sinal...

                Está na cara que o marido não traiu ninguém, e acha que Kate que é a vilã da história, ainda por cima. E você não sabe o quanto odeio essas estórias tão óbvias! Kate saiu da vida de Michalis sem olhar para trás nenhuma vez... E ficava o livro todo se amargurando, relembrando o passado.

                Acho que Kate não esperava era que Michalis viesse buscá-la (lê-se obrigada) para a festa de casamento de sua irmã, mesmo ela dizendo que já não tinha nada a ver com a família dele. 

                A estória se resume a isso, com um final surpreendentemente... comum: o mocinho descobre o motivo que levou a mocinha a abandoná-lo, e a ela, por sua vez, descobre que tudo foi um grande mal entendido. Desculpe o spoiler, mas, creia, você já saberia que o final seria esse, se lesse o livro. É óbvio demais. A verdade é que o livro foi construído mais por base do passado do que pelo presente. Havia aqueles flashbacks constantes, em que Kate lembrava-se, com detalhes até, do que acontecera no período que ela deixara Michalis até o dia em que achou-o dormindo confortavelmente na cama, com uma mulher dentro do quarto.  E tudo se resume a isso.
   
             Não posso julgar a autora por esse seu livro, ainda mais que nunca li nenhum outro dela. Creio que foi só uma obra ruim, uma ovelha negra na família, e que, talvez, seus outros livros sejam bem melhores. Afinal, não é fácil publicar uma obra, o mercado literário não está aberto para qualquer um. Por isso, só digo que esse livro foi fraco, mas que a autora em si não o é.  

Nota: 4.0
Ass.: Arine-san

RELATED POSTS

3 viciados comentaram

  1. Deve ser bem interessante esse livro !
    Estou te seguindo, segue ?

    http://contagio-literario.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Engraçado vc falar que o livro é ruim e a pessoa aqui em cima falar que ele é interessante :P
    Clichês demais estragam qualquer livro, muitas vezes a graça do livro é saber como raios é o final, e sendo tão absolutamente obvio não dá nem muita graça.
    Isso é verdade, falar que um livro é ruim é meio tenso, a escritora se dedicou e tal, e alem do mais, as pessoas tem opiniões diferentes sobre determinada obra... Gostei da sua posição, mas não sei se conseguiria ser assim, confesso :P
    Que nota baixa né, 4 :/
    BJ sua linda!

    -Amigas Entre Livros-

    ResponderExcluir
  3. Tbm quase nunca digo que um livro é ruim, mas tem alguns que são terríveis né? Apesar que falar mal de um livro é realmente difícil, afinal é uma critica ao trabalho de alguém, mas aprecio sua sinceridade ;)
    Os clichês nos livros realmente são complicados =/
    Adorei sua resenha ;)
    Bjs, Emmy
    Literary World
    http://literatura-emmy.blogspot.com/

    ResponderExcluir