Harmony Clean Flat Responsive WordPress Blog Theme

Cantinho da Naty - Comédia sem Humor?!

segunda-feira, novembro 28, 2011 natbell0012 0 Comments Category : , , , ,

Olá gente!
Hoje será mostrado aqui neste quadro mais uma resenha fílmica. Não que eu goste deste estilo, mas vai ser um filme de comédia (será mesmo?). O nome deste filme é "O Palhaço". Nada de mais, o filme é brasileiro; não é para humilhar a produtora brasileira, pois eles fazem bons filmes de comédia. Mas não sei bem se esse filme foi bom realmente para este alvo: o humor. Sem mais nem longas, vamos para a análise.

O Palhaço 
Pôster do filme O PalhaçoGênero: Drama e Comédia
Duração: 90 min.
Origem: Brasil
Estreia: 28 de Outubro de 2011
Direção: Selton Mello
Roteiro: Selton Mello e Marcelo Vindicatto
Distribuidora: Imagem Filmes
Censura: 12 anos
Ano: 2010


Sinopse: Benjamim (Selton Mello) e Valdemar (Paulo José) formam a fabulosa dupla de palhaços Pangaré e Puro Sangue. Benjamim é um palhaço sem identidade, CPF e comprovante de residência. Ele vive pelas estradas na companhia da divertida trupe do Circo Esperança. Mas Benjamim acha que perdeu a graça e parte em uma aventura atrás de um sonho.

Resenha: A primeira coisa que você nota é que o filme é brasileiro. Tá bem que na cara com esse homem famoso (nota: não faço a menor ideia de quem ele seja, mas eu conheço)  aí no cartaz. Já digo logo que esse filme não tem quase comédia nenhuma; há apenas alguns trechinhos que te deixam em euforia (pensando que a comédia vai se estender muito a partir daí). Como vem dizendo na análise, é mais para o lado do drama do que no humor. Neste filme conta a estória de um palhaço meio famoso pelas áreas do nordeste que fazia dupla com outro palhaço chamado Puro Sangue. O parceiro deste personagem principal (ou seja, o palhaço chamado Pangaré) é, digamos, o líder da trupe do Circo Esperança. Partes do meio do filme amostra (de forma confusa) os sentimentos que começam a surgir em Benjamim (o palhaço Pangaré). E ele começa a ficar chateado por esses sentimentos (que eu não entendi). Era por que ele não tinha um ventilador? Ou será por que não tinha CPF ou uma identidade? Isso eu não sei nem explicar direito; sendo que eu analiso o filme desde o início. Em busca desse sonho ( que nem mau sei que tipo de sonho é esse ò-ó), ele decide sair da trupe e sair a fora; a procura desse sonho. A única coisa que eu sei bem é que ele conseguiu realizar esse sonho dele. Não vou falar mais nada sobre a estória em si porque acabo é contando o filme todo e vocês nem vão precisar assistir ao filme; e não é isso que pretendo fazer.
            Com personagens bem construídos e com atores que pelo menos conseguiram chegar ao auge  do objetivo, acaba dando mais crédito ao filme. Sem contar que o filme não é grande, deixando a estória menos cansativa para assisti-lo. O conteúdo da estória em si (para mim) poderia ter melhorado um pouco mais botando uma pitada a mais de humor; aposto como iria ficar algo mais descontraído nesse drama todo. As trilhas sonoras do filme ficou melancólico demais para um filme deste porte. Enfim, o filme (no geral) poderia ter sido melhor que isso. Mas o melhor do filme são os personagens e a estória (mesmo estando meio confusa).
            Bom, recomendo para quem gosta de um pouco de drama e que gostou muito dessa mesclagem de drama com comédia. E, claro, recomendo também para quem compreende rápido do que se trata e tal, porque este filme é tão confuso e filosófico...          
         
Por favor, quem já assistiu este filme comente dizendo (se quiser) sobre o que Benjamim queria ter que ele não tinha. E qualquer crítica ou elogio, comentem aqui abaixo, certo?!

Xauxau...
Até a próxima!!  

RELATED POSTS

0 viciados comentaram