The Hobbit

Um comentário
Autor de uma das mais fantásticas aventuras já vistas, O Senhor dos Anéis, J. R. R. Tolkien conseguiu surpreender-me mais uma vez em O Hobbit.
Trata-se de uma obra fantástica que recomendo, avidamente. Esta obra conta com uma escrita intimista e ultrapassa qualquer barreira, embora esteja escrita duma maneira mais infantil, afinal Tolkien escreveu-a para seus filhos, é fascinante, a mestria e a beleza são pontos reinantes. A história é bem convincente, agrada a todos, não deixa a desejar em nenhum momento, pois é uma aventura divertida e eletrizante.
O Hobbit é um prelúdio de O Senhor dos Anéis, grandioso e ao mesmo tempo simples, digno dos mais variados adjetivos para elogiá-lo.
 Ele narra a história de um hobbit, mas não um hobbit qualquer, trata-se de Bilbo Baggins, o bolseiro. Esta pequena criatura não gostava de aventuras, ele leva uma vida confortável e sem ambições no Condado, raramente aventurando-se ir além de sua despensa ou adega. Eis que um dia, enquanto fazia anéis de fumaça frente a sua toca, Bilbo é pertubado pelo grande mago Gandalf, que leva em sua companhia 13 anões convocando-o para seguilos  até a Montanha da Solidão, na tentativa de roubar o tesouro de Smaug, o dragão. O pobre Bilbo, com sangue Tûk, uma parte da família mais dada a "aventuras", parte sem saber que aventuras o esperam.
Percorrendo  caminhos sombrios e tempestuosos,  grande parte deste romance é tomado pela jornada deles à montanha,o hobbit revela uma coragem e sabedoria, que nem mesmo ele sabia ter, e para aqueles do grupo que achavam sua presença insignificante, ele mostra-se indispensável, deixando claro que sem ele os anões não sobreviveriam por muito tempo e esta história fantástica, simplesmente não teria sentido.
Momentos em que Bilbo conversa com Smaug, o dragão, que aliás é conhecido também  por sua inteligência, e com Sméagol, o corrompido pelo anel, ( aquele que aperece em Senhor dos Anéis, criado pelo Senhor das Sombras, Sauro, para controlar todos os povos) ele demonstra  astúcia e pespicácia. Dos momentos de perigo, a parte que mais me emocionou, eram sempre superiores a suas forças, o que torna, o mundo realista, que em minha opinião faz com que conquiste todos os leitores, pois os lugares, os cenários, paisagens, montanhas, descrito por J. R. R. Tolkien é incrível e faz com que qualquer um sinta-se parte da história.
Abordando um ponto mais calmo da jornada, o narrador utiliza-se de ferramentas para aguçar a curiosidade do leitor, liberando " Spoilers" discretos do que pode acontecer no futuro. Por exemplo, quando Bilbo, acha que está perdido, ou acaba de superar um perigo,e conclui que foi o maior perigo que passou em toda a sua vida, o narrador fala algo como " mas Bilbo estava enganado, pois havia uma guerra por vir, porém falaremos dela mais tarde."
O Hobbit, junto aos anões, enfrentam trolls, ( criaturas que me fascinam), orcs, aranhas gigantes e variados obstáculos na floresta de Mirkwood; são aprisionados pelos elfos e a chegada a cidade dos homens faz com que os anões e o leitor encham-se de alívio, esquecendo a parte mais difícil- a batalha com Smaug- que ainda estar por vir. O climax do romance é realmente soberbo. Uma das melhores batalhas na literatura envolve elfos, anões e homens esquecendo suas diferenças e unindo forças contra o inimigo maior: globlis e seus aliados lobos. Em um momento parece impossível a vitória, mas com a inteligência de Bilbo e a ajuda de águias gigantes, e Beorn, um curioso homem urso, a vitória lhes é garantida, tendo um verdadeiro final feliz:o Dragão morto, anões e humanos com uma grande aliança para o futuro e todo cheios de dinheiro no bolso.
J.R.R.Tolkien pode simultaneamente criar o mundo mais mágico e ainda criar um mundo e personagens que logo levam o leitor dentro, e se tornam muito acreditáveis, não existe nem uma página deste romance onde algo maravilhoso não aconteça enquanto nós seguimos Bilbo em sua missão, e vemos quanto esse pequeno hobbit se torna ainda mais confiante e bravo.  Não precisam ter lido Tolkien, gostar de fantasia ou ser leitor assíduo. Esta obra ultrapassa qualquer barreira. O Hobbit é um romance que todos deveriam ler, e que eu tenho certeza que a maioria irá gostar.
Nota: 9,8.  ( Não é 10 porque queria que virasse série. Seria perfeito! *-*)
Aoi-Chan.



Um comentário :

  1. Dizem que o Hobbit é meio chato pois ele descreve muito as cenas, mas vamos ver né. Esperar meu amigo me emprestar para tirar minhas conclusões, haha.

    ResponderExcluir