Anjos apaixonados (Lori Foster)

4 comentários
Anjos Apaixonados
Autora: Lori Foster
Editora Harlequin,  série Estrelas do Romance vol.04
311 páginas

Sinopse: Farsante
O investigador Dane Carter assumiu a identidade de seu irmão gêmeo para encontrar seu assassino. Angel Morris, a mulher que seu irmão havia traído, era sua principal suspeita, e agora Dane colocaria sua confiança à prova mais uma vez... ao fazê-la se apaixonar.
Paixão cega
A paixão cegara a investigadora Celia Carter uma vez, e ela estava determinada a impedir que o fizesse novamente. Porém, Alec Sharpe, seu colega de profissão, estava tentado a reacender a chama dentro dela e fazê-la se perdoar... antes que Celia colocasse em risco a própria vida.


Não tem como negar, Lori Foster tem um talento nato, sabe como dominar e embelezar as palavras. Eu diria, até, que ela podeeria se dedicar à livros mais complexos e maiores que simples romances de banca. Ela tem talento. Eu a admiro. De verdade, eu não esperava tanto desse livro, quando comprei-o no sebo, por seis reais; mas confesso que a capa me deixou extasiada. Ela é linda demais! A Harlequin Editora com certeza fez um ótimo trabalho aqui - afinal, Lori Foster merece. Bem, deixemos isso de lado, por um segundo, e avancemos para a resenha!

       Nesse livro, Lori Foster nos mostra duas estórias diferentes, mas estranhamente interligadas. É fascinante ver como as duas se completam, mesmo uma não - pelo menos, não exatamente - sendo a continuação da outra. Na primeira fase do livro, tempos a estória nomeada de Farsante. Já li o livro duas vezes, e, para mim, a melhor estória é essa primeira. Os personagens tem um envolvimento tão... belo. Mas, antes de comentar isso, preciso comentar sobre a estória (Sim, preciso manter o foco. Foco!). Temos, bem aqui, um homem bonito, esperto e dono de uma empresa de investigação particular, assim como herdeiro de uma família em que dinheiro não falta - nem de longe. Ele tinha um irmão gêmeo; isso mesmo, TINHA, mas, como o mesmo morreu, agora se contenta com o fato de tomar-lhe temporariamente o lugar na empresa da família, escondendo da imprensa, desse modo, a morte do irmão. Apesar disso, e sem o conhecimento da família, ele começa a investigar a morte do irmão, que morrera num acidente de carro. A unica coisa que Dane, o rapaz, sabe, é que o irmão morrera, mas não por um acidente. Na verdade, ele acreditava na possibilidade perturbadora de ter sido um homicídio...

      Dane era conhecido por seu evidente sangue frio, não importando a situação. Afinal, era um investigador. Já vira muita coisa que surpreenderia qualquer um, imagino, e isso o tornava imune aos sentimentos de pavor e insegurança, descontrole. Porém, esse controle que ele tanto prezava, foi todo por água abaixo quando ele conheceu a ex-amante de seu falecido irmão gêmeo (quase que digo ex-irmão gêmeo... isso soa tão estranho!). Angel era bonita, tinha um corpo lindo - é, mesmo os mocinhos dos romances, parecem ver primeiramente somente um aspecto da mulher: suas curvas -, e parecia tão frágil, que isso lhe acendeu um sentimento estranho, um tipo de paixão escondida. Porém, ela era uma ds suspeitas de, ao menos involuntariamente, ter participado na morte de seu irmão... e, apesar disso, logo ele descobriu que ela não sabia que o irmão dele havia morrido. 

        É ai que ele age como um completo imbecil.
Mentindo para Angel, passou-se por seu irmão, como estava fazendo com todo o resto do mundo. E surpreendeu-se querendo cuidar dela e de seu filho, quando descobrira que ela era mãe de seu sobrinho! Seu irmão havia tido um filho, mesmo negando-o, e, agora, Dane era tio! Será que seria estranho ele desejar tanto a mulher de seu falecido irmão? Ele achava que não, principalmente porque o irmão humilhou aquela mulher, pisou-a, usou-a, de forma tão cruel, que isso irritava seriamente Dane, que não entendia o motivo de tanta canalhice. Mas, justamente por causa dessas coisas do passado, Angel, que sempre fora forte e agora tentava ignorar que desejava Dane (embora ainda pensasse que ele fosse seu ex-amante, que a tratara tão mal), e procurar proteção para si mesma e para o filho. Ela estava sendo ameaçada. Isso a estava assustado.

        Não posso contar muito mais, sem estragar a beleza da estória. Envolvendo mistério e romance, num jogo delicioso, Lori Foster nos faz querer que a estória seja maior. Porém, uma coisa que não entendo - seriamente -, se Angel tem um filho com Dane, o filho que o irmão gemeo de Dane tivera com Angel é o que do filho do Dane?Eles são primos e irmãos ao mesmo tempo?(Deus, que confusão!). Gostei muito da estória, e os personagens foram muito bem construidos e encaixados nos ambientes. Tudo foi muito perfeito.

Agora sinto que falei demais da primeira estória... terei de ser menos faladeira com esta segunda. Afinal, a resenha já está ficando imensa! Bem, para inicio de conversa, a segunda estória conta a continuação da primeira... mas sem ser, exatamente, uma continuação. É como uma extensão, com personagens principais diferentes. Dessa vez, a narração será sobre a irmã de Dane, Celia Carter, e o investigador do estilo braço direito dele, Alec Sharper. É evidente, pelo menos para mim, que eles ficarão juntos no final (desculpe se isso parecer spoiler, mas, realmente, é evidente demais!). É um tanto estranho falar dessa estória, porque alguns fatos dela precisam ser explicados com acontecimentos importantes da primeira estória... E, se contá-los, nem terá graça de ler o livro, afinal. Então, irei me resumir a fatos relevantes, não me aprofundando muito na resenha. Pois bem.

        Celia, desde o inicio, parece odiar Alec. Ele é irritante, mandão, e não confia na capacidade que ela tenta mostrar, agora que trabalha na empresa de investigação do irmão. Alec é do tipo arrogante e superprotetor (tão fofo!), e, de verdade, tomara até um tiro no lugar dela, numa missão que, provavelmente, iria acabar sendo um fiasco. Não fora, por causa dele. Não foi um incidente grave, mas, mesmo assim, isso a fez sentir-se culpada. Afinal, ele recebera um tiro no lugar dela. Mas, se você pensa que ela iria melhorar o comportamente com ele, enganara-se. O que celia mais queria, era distanciar-se o maximo possivel de todos os homens, desde que descobrira que seu ex-noivo a estava usando, e utilizando de sua "fraqueza sexual". Percebemos que Celia tem uma certa... baixa auto-estima... Não é exatamente isso, mas é a mlhor palavra que consegui empregar. Ela sente-se culpada, acha-se uma mulher fácil. Por isso decidira mudar de vida, e simplesmente ignorar os homens.

        Pena que Alec estava disposto a fazê-la mudar de ideia, e passar as noites com ele.

        Enquanto isso, Celia tenta resolver um caso de investigação, que parece envolver crimes sexuais contra menores, prostituição... Enfim, só pra não dizer que o livro é só romance - se bem que... essa estória tem mais ação que a primeira... 

        Essa segunda parte do livro, é relativamente menor que a primeira. A estória é menos complexa e tem menos páginas, mas, apesar disso, os personagens continuam perfeitamente arquitetados e em comunhão com os cenários construidos por Lori Foster. É um livro apaixonante - unindo as duas estórias, ou mesmo lendo-as separadamente. 
       Lori Foster merece meu respeito, por causa desse livro, que te faz suspirar. Amei-o, e creio que você também o amará.



Nota: 10

4 comentários :

  1. Então, achei o título super nada haver com a descrição de fatos... Tipo: "Anjos Apaixonados"?, talvez eu esteja muito enganada, mas achei meio sem nexo. ahuahuah

    Você gosta desses tipo de livros! Que legal, amei sua resenha... E devo dizer: Que confusão essa de irmão gêmeo e tals rsrsr

    A estória parece ótima, beijos

    Sofia Almeida

    Lendo de Tudo

    ResponderExcluir
  2. Primeiro pode mi tirar uma duvida. Qual a bendita diferença de estória para historia. Já vi pessoas escrever isso em um bocado de lugar, comecei a pensar que talvez a pessoa escreveu errado, mas aí vi tantas pessoas escrevendo esse nome que falei: Tô perdendo alguma coisa? O que raios essa palavra quer dizer? (Procurei no dicionário e não achei XD)
    Sim... mas voltando ao post XD

    Uau, que resenha empolgante, o que mais olho num livro é o poder que o autor tem de escrever sabe, as frases, as citações, as vezes aquela coisa meio filosófica.
    Bom saber que a autora arrasa.
    E pelo jeito a história parece realmente incrível, com personagens bem construídos e tudo.
    Amo uma história complexa, cheia de detalhes por isso amo tanto Sidney Sheldon. Alias já ouviu falar dele? Ele é um ótimo escritor, suas personagens principais são sempre femininas e seus livros são impactantes, há sexo, estrupo, assassinato e claro o romance.
    Confere pra ver se gosta XD
    Gostei bastante dessa história, e depois de ter dado a nota 10, vou ti falar que me deixou mais curiosa ainda. Realmente, tbm gostei da capa. Normalmente gosto das capas da Harlequin, essa tem um ar de mistério sexy.
    Gostei muito.
    Ótima resenha.
    BJ!

    -Amigas Entre Livros-

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Obrigada por tirar a duvida.
    Mulher pode pegar qualquer livro dele que garanto que vc vai gostar. Mas bom, posso ti falar com toda certeza que A Senhora do Jogo, O Reverso da Medalha e o As Areias do Tempo são ótimos, vou postar resenha do livro As Areias do Tempo nessa quarta, ler a resenha quando eu posta-la e ver se Sidney faz realmente o seu estilo.
    BJ!

    -Amigas Entre Livros-

    ResponderExcluir
  4. Achei o título meio sem nexo +2
    Você poderia fazer promo desse livro, né, eu agradeceria, haha.

    Mi, http://xmaw.blogspot.com/

    ResponderExcluir