A rainha do Supra-sumo (Adriana Trigiani)

5 comentários
Seleções de Livros

Na verdade, esse livro é uma reunião de outros livros, dentre eles : Falsa Impressão (Jeffrey Archer), A Rainha do Supra-sumo (Adriana Trigiani), Temporada de caça (C.J. Box), e  Juntos e Sozinhos (Ron Falconer). Mas, como sei que essa resenha - com eu comentando os 4 livros - ficaria triste de imensa, decidi fazer as resenhas de livro por livro, de acordo com o que eu for lendo. Começo, então, pelo que terminei de ler ainda ontem, dentro do ônibus, 18:30 da noite. Como a ordem não importa, comecei a ler o livro pela segunda estória - que foi presente de uma colega de classe minha (oh, serei grata à você pelo resto da vida!). Não me arrependi. Nem um pouco.


Sinopse: A RAINHA DO SUPRA-SUMO - Nella Castelluca sonha em sair da pacata chácara dos pais imigrantes e tornar-se uma professora na cidade. Depois que ele desaparece de sua vida sem explicações, Nella encontra uma força que desconhecia - até que inimaginável acontece. Uma comovente história sobre os limites e o poder do amor.





Não sei o que deu em mim. ultimamente, que venho lendo livos tão profundos. Assim como em Paciente 67, não sei dizer se esse livro é um romance, um drama ou, simplesmente, um conto com lição de moral. Tendo a achar que é este ultimo. Isso aqui é mais do que uma linda estória de amor, mais do que romances cheios de beijos; isso se trata não das vitórias dos personagens, mas de seus erros. Tenho a impressão de que os erros são os personagens principais, são eles o "xis" da questão. Nella, assim como você ou eu, é dotada de dúvidas constantes sobre o que fazer. Aquela época, lá para 1930/40, era possuidor de uma calma até anormal. As pessoas viviam como seus pais os ensinaram a viver, mas Nella queria mais que isso, queria mais que trabalhar na roça de seu pai, queria ser professora - o que era muito raro, na época, para as meninas. Nenhuma garota chegava a estudar após a 6ª série, mas era isso que Nella queria.
          Pouco antes de entrar no colégio em que frequentaria a 7ª série, ela conheceu um rapaz. Ela tinha 14 anos, ele 21. Um romance entre eles era, no minimo, inconcebível - ele era muito velho! Mas vai dizer isso ao coração, não? Ainda assim, não houve, nesse período, um envolvimento entre eles. Foi somente quando ela entrou no colégio, passou a estudar, que começara um minimo relacionamento com Renato. Apesar disso, fatos acontecem e ela precisa (é obrigada) à deixar os estudos, embora fizesse isso relutantemente. Começara a trabalhar, tendo, então, apenas 15 anos! Sabe o que é trabalhar horas por dia, tendo somente essa idade? Penso que deve ser terrível. Mesmo assim, esforçada como era, ela logo ascende na profissão, que inicialmente era de passar as roupas numa fábrica de costura. Na mesma fábrica em que ela trabalhava, trabalhava também Franco, um jovem bondoso, pouco mais velho que ela, e que se interessara sinceramente pela garota, embora a mesma já tivesse namorado. É ai, na minha opinião, que a verdadeira estória começa.
         Mais problemas acontecem. Nella e Renato separam-se. Franco continua no pé da menina, tentando fazê-la aceitar sair com ele. Os anos passam. Nada de Renato nem ao menos aparecer. Nella torna-se viciada no trabalho, usando-o como uma droga calmante de seu sofrimento. Vários fatos acontecem na família da jovem, e, lentamente, el vai se perdendo. Não havia mais aquela garotinha que adorava ler, que queria ser professora. Ela desistira de seus sonhos, por causa da necessidade, e acho que ela já não se considerava capaz de retomá-los. Então, depois de tantos anos, ela começa um relacionamento com Franco... que lentamente se transforma em verdadeiro amor.
        Em tão poucas páginas (pouco mais de 180, se não me engano), a estória envolve tantos fatos, que é até difícil resenhá-los. Na verdade, a escritora tem uma forma de escrever que não sei se me agrada ou não. Sucinta, direta, sem meios termos. Isso torna a estória corrida, já que nem sempre uma questão é explorada com afinco. Ms isso não é importante, até porque o que a autora queria realmente focar era nisso: como nossos erros podem, na verdade, não serem erros. Não existem escolhas erradas, elas apenas te levarão por caminhos diferentes, principalmente quando o fato é o amor. Escolhas podem transformar vidas... assim como as de Nella, Franco e Renato. As escolhas que eles fizeram, mudaram totalmente o rumo de tudo. Talvez eles fossem mais felizes, se tivessem feito tudo ao contrário, mas, isso importa? É disso que o livro trata: adianta lamentar o passado, quando este não pode voltar? Nossas escolhas trazem consequências, e elas podem ser boas. Devemos aceitar.
        Acho que o livro trata-se disso mesmo: escolhas, perdão e a profundidade (importância) de nossas ações. Se temos medo de amar, não amaremos. Se somos como Nella, viciada em trabalho, não viveremos, embora possamos amar. Ela amou, mas não conseguiu aproveitar isso, e só soube do quão errada estava em ligar-se tanto ao trabalho, quando seus filhos já estavam todos grandes e já era tarde demais para mudar algo. É as consequências da escolha dela. Por dinheiro, ela fez tudo, e, por isso, deixou de aproveitar todas as regalias do amor.


Nota: 9.5
*Quase chorei, quando terminei de ler o livro - o que seria uma cena tosca! Imagine, chorando dentro do ônibus por causa do final de um livro! (rs)*

5 comentários :

  1. Tenho uma coleção dessa, mas com títulos diferentes. E me lembro que ela foi uma das incentivadoras de leitura. Comecei meu hábito de ler um pouco tarde, com uns 14 anos + ou -. E um dos livros dessa coleção se tornou um dos meus favoritos. O Verão na Enseada.
    Não sei se vc conhece esse titulo...?
    Gostei muito da temática desse livro, as escolhas são coisas preciosas não é... Elas podem mudar drasticamente nossas vidas.

    Não se preocupe, acontece isso de vez em quanto comigo. Pior é quando eu começo a iri no meio de todo mundo com um livro, acho que o povo só pode pensar que eu sou doida XD

    BJ!

    http://amigasentrelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Não costumo me interessar muito por esse tipo de história, mas realmente parece um livro profundo e emocionante. Quem sabe um dia dou uma chance?
    Beeeijos

    Marina Oliveira
    http://distribuindosonhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. essa seleção é otimo, titulos maravilhosos gosto muito

    ResponderExcluir
  4. Muito linda essa história.. além de tocar você profundamente não vai por caminhos fictícios, mas fala com realismo sobre a personagem...

    ResponderExcluir