Doce surpresa (Jackie Braunt)

Um comentário
Li esse livro após ver uma resenha no blog Mulheres Românticas, e, com toda a certeza, não me arrependi. Sem cenas hots, mas cheio de um toque doce, esse é mais um dos livros que se leem em uma pegada só, tão leve que a leitura flui com naturalidade. Adorei a dica do blog - blog ótimo, só para constar.

Doce Surpresa Autora:  Jackie Braunt
192 páginas, Harlequim Special, nº12


Sinopse:
Um bebê no escritório...
Quando Morgan Stevens aparece grávida no escritório do rico empresário Bryan Caliborn à procura do pai de seu filho, duas coisas ficam evidentes: ela o confundiu com seu falecido irmão... e está em trabalho de parto!

... significa novos objetivos!
Agora Morgan é uma mãe solteira, mas com o surpreendente apoio de um autoritário magnata. Bryan, contudo, está apenas seguindo seu senso de dever... ou não?

















Esse foi o primeiro livro que li de Jackie Braunt, e também é primeira vez que ouço falar nela. Claro, apaixonei-me por sua escrita, por sua criatividade e personagens! Todos sabemos como é difícil construir uma boa estória e o caráter de seus personagens, e Jackie soube fazer muito bem isso. Morgan é uma jovem forte, embora Bryan ache-a, inicialmente, muito frágil;  e Bryan é um empresário, irônico por natureza e rude, por escolha própria. Qual não foi sua surpresa quando viu adentrar em sua sala de reunião, uma mulher grávida, em trabalho de parto! E, pior: ela dizia que o filho que esperava era do falecido irmão de Bryan, e exigia ver o pai da criança - ainda desconhecendo que o mesmo estava morto. Então, ao descobrir-se sozinha, sem pais, quase sem família, sem amigos... Bryan tentou esconder a penalização que o perturbou. Sinceramente, a moça estava em pleno trabalho de parto, sofrendo, e ele não tivera coragem nem de se posicionar perto dela, para lhe passar alguma segurança! Não sei se isso é ideia de pessoas romanticas do século passado, mas creio que quando uma dama precisa de apoio, apoiá-la é o ato mais sensato de um verdadeiro cavalheiro...

         Bryan parece ser oposto disso!
         Apesar disso, creio que ele tenha ótimos motivos. Fora enganado, pouco tempo atrás, por sua  ex-esposa, que dera a luz e afirmara que o filho era dele; qual não foi sua decepção ao descobrir que, na verdade, ela o enganara. E, para piorar, o trocara por um homem muito mais rico, pai verdadeiro da criança. Isso fez com que o seguro e inteligente Bryan desconfiasse de tudo, até mesmo de uma mulher que parecia tão sincera, como Morgan. 
         Quanto ao enredo da estória, parando para analisá-lo de um ângulo critico, não é muito complexo. Na verdade, todo o livro se resume ao que eu já disse, sem muitos rodeios nem misterios. É evidente que a autora não queria nos puxar a atenção com dramas (muito menos dramas mexicanos, rs), mas sim com uma lição de amor muito maior que qualquer outra coisa. Lição de amor, e de superação. De esperança, talvez. Enfim, é relativo à interpretação de quem o lê. Talvez nem tenha existido uma verdadeira lição, e Jackie não tivesse nenhuma intenção inscritas nas entrelinhas! 
         Não creio que posso me estender muito mais sobre livro, até porque ele é curto - não exatamente em números de páginas, mas em conteúdo -, mas posso dizer que a estória é cativante. Sem contar a capa, que é tão bonitinha - e todos dizem isso(!), rs. Acho que vale a pena ser lido.

Nota: 9.0

Um comentário :

  1. E como é difícil construí um bom personagem né, é o que eu diga, inventei de escrever um livro, e... Ô coisinha difícil. Mas muito prazerosa :]

    A capa é realmente linda XD

    Conheço esse blog, realmente muito bom. Lindimais XD

    Parabéns pela resenha, a historia parece ser muito legal.


    BJ!

    -Amigas Entre Livros-

    ResponderExcluir